É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

28 de ago de 2010

Certo ou errado?



28/08/2010
1+8+3=12
3

"Tudo é Duplo; tudo tem pólos; tudo tem o seu oposto; o igual e o desigual são a mesma coisa; os opostos são idênticos em natureza, mas diferentes em grau; os extremos se tocam; todas as verdades são meias verdades; todos os paradoxos podem ser reconciliados." - O CAIBALION

3, a solução do dualismo. A dualidade se expressa através de princípios opostos: amor/ódio; frio/calor; feminino/masculino. Mas por serem opostas são diferentes?????? É claro que não. O amor e o ódio possuem diferença de grau, mas são a mesma coisa. Surpresos? Talvez fiquem ainda mais quando eu lhes disser que este modo parcial de ver as coisas está com os dias contados.
Estamos em constante processo de evolução e encontrar a solução que une os dois pólos em um estado equilibrado é o próximo passo que iremos dar. Salvação significa cura e totalidade. Este mundo que vivemos, dividido, é apenas uma visão distorcida da realidade maior. Todos os julgamentos que fazemos dentro da dualidade são subjetivos, depende do ponto de vista de quem julga. Portanto hoje é um exelente dia para pensarmos nos julgamentos que fazemos sob nosso ponto de vista. Mas o mais importante: COMO TENHO JULGADO A MIM MESMO MUITAS VEZES PELA PERSPECTIVA DOS OUTROS? É hora de darmos um passo rumo a soluções criativas (3)  para o nosso dia a dia. As visões parciais nos prendem na repetição e nos problemas. Certo ou errado? Iremos descobrir que tudo o que nos cerca está  certo e errado ao mesmo tempo. 
"A harmonia é o equilíbrio dos opostos." Eliphas Levi.

2 comentários:

  1. Por que sempre pensamos na dualidade cartesiana? Certo ou errado? Bem ou mal?
    Um objeto sempre que o observamos se mostra em várias faces, como então imaginar que a vida possua somente duas?
    É de se notar que o próprio objeto quando olhado revela uma face em vista do ponto olhado ou como já dizia Leonardo Boff: "Todo ponto de vista é a vista de um ponto". Assim se tomarmos também a física quântica como parâmetro podemos perceber que o objeto só está parado ali porque olhamos para ele, senão estaria em movimento. Ou seja, tudo é um recorte de um macro muito maior que nós fazemos em busca de um desejo de adequar as coisas a nossa busca, seja ela qual for.
    Peguemos o exemplo do equilíbrio. Só se pensa em equilíbrio, se é que ele realmente existe, porque existe o desequilíbrio, ou mesmo o caos. E o que é mais interessante que pelas teorias o caos gera a ordem.
    Afinal tudo é um complexo desarranjo, onde nós "seres pensantes" tentamos organizar, para que fiquemos tranquilos e que amanhã vai estar tudo bem ali no mesmo lugar. Mas como pensar neste amanhã se quando ele chega já é hoje??

    Um abraço a todos.

    Ass.: Fabiano Ragnoli

    ResponderExcluir
  2. Bem vindo Fabiano, suas colocações vieram aprofundar a conversa a respeito de uma nova consciência, afinal, é para isto que estamos sonhando este blog. Quando pudermos unir os dois hemisférios de nosso cérebro o que pode acontecer? Alcançaremos o Nada que Tudo contém? Está tudo em um emaranhado caos, ou é nossa visão parcial que não nos deixa sentir a tão simples dança da vida? Encontrar o terceiro ponto, o neutro, este foi um dia para isto. Aproveitamos a lição? Creio que você aproveitou.

    Abraços...

    ResponderExcluir