É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

30 de abr de 2012

O feminino...

30/04/2012
3+4+5=
12
3



"À primeira vista, a Imperatriz (Fig. 22) se parece tanto com a Papisa que poderia ser sua irmã. Toda a vez que surgem em mitos, sonhos e contos de fadas, as irmãs representam amiúde dois aspectos diferentes da mesma família ou essência - neste caso o princípio feminino. Se fôssemos julgar pelos seus nomes apenas, poderíamos concluir que a Papisa representa a feminilidade espiritual, ao passo que a Imperatriz governa o reino mundano. Mas não é este o caso, pois o cetro de ouro da Imperatriz ostenta o orbe da realidade terrena encimado pela cruz do espírito. Essa capacidade de ligar o céu à Terra, o espírito à carne é, com efeito, um dos principais atributos da Imperatriz" 
Sallie Nichols
Jung e o Tarô
pág 98

O 3 tem a capacidade de unir... 
Unir idéias, projetos, pessoas e formar algo novo através desta união...
Estamos passando pelo processo de unir em nós nossas dualidades...
Esta união vai literalmente transformar o mundo...
Hoje estava lendo a respeito da massa crítica...
Quantas pessoas serão necessárias para que a mudança aconteça?
Para que o paradigma mude?
Sou parte desta mudança...
Quero fazer isto conscientemente a partir de agora...
Ao me encontrar, me conhecer, aprendo cada dia mais que somos um... 
A união já é real... 
Que a ilusão da separação se desfaça... que os pequenos atos nos mostrem a cada dia esta mudança... 
Quero manifestar o respeito aqui na Terra: por mim, pelo meu próximo, pelo planeta... 
Que são apenas modos diferentes de me referir a quem eu sou...
que o 3 realize em mim o equilíbrio entre meu pai interno e minha mãe interna...
Quero ser mulher...
Que o feminino deixe de ser temido, evitado...
Pomba gira: cuidado com ela pois o que dá ela tira, dizem alguns...
Mulheres são ardilosas...
Devem ficar caladas...
Sexta feira de Vênus em um dia 13 de transformação que é um atributo do feminino é dia de azar...
Não compactuo mais com isso...
O que mais temo hoje não é ser mulher e sim deixar de sê-lo... 
Voltar a vida de zumbi, sem possibilidades infinitas... 
Me assombro com tal força? Com certeza, mas estou procurando encarar de frente, sem fugir, sem me esconder...
O que não significa que irei subjugar o masculino em mim no processo...
Quero a união...
Quero ser inteira!!!

"Que é a Imperatriz? Feiticeira ou deusa, mãe devoradora ou Madona, femme fatale ou femme inspiratrice? A resposta, provavelmente, é todas elas - pois quem, entre as mulheres, não o é? E que homem não tem, emboscado em suas profundezas, um poderoso aspecto feminino, ora criativo, ora vingativo; movido à compaixão num momento e presa de ciúme furioso no momento seguinte? Estudando essas figuras talvez possamos chegar a uma compreensão mais profunda de nossos próprios poderes e potenciais - de nossa própria infinita variedade." 

29 de abr de 2012

Salve a mãe!!!

29/04/2012
11+4+5=
11+9 = 2




Eu agradeço a grande Mãe pela minha vida...
Agradeço pelo meio ambiente que me acolheu e me da tudo o que necessito para existir...
E peço que a sua força, Óh Mãe.... desperte em meu coração...
Que hoje eu consiga através de tanto acolhimento entender dentro de mim a lei do "dar e receber"...
Que eu consiga estar no fluxo da vida para aceitar e sentir esse movimento acontecendo...
E peço também que o que em mim ainda estiver resistente a entrar na vida, seja pela morte transformado...
Quero estar aqui...
Quero estar curada e liberta...
Quero resgatar minha conexão com a natureza...

28 de abr de 2012

União...

28/04/2012
1+4+5=
10
1




Hoje quero me compreender...
Desta forma posso compreender o outro...
Chega de padrões pré estabelecidos...
Que eu possa fazer o meu melhor em cada situação...
Cada momento é 1, e é único...
Quero ouvir meu coração...
Chega de disputas...
Quero encontrar minha verdade, minha essência, o que me faz sentido. E deixar que cada um encontre a sua...
É hora de entender que somos Um, nos unir e fazer o novo acontecer!!!

27 de abr de 2012

27/04/2012
9+4+5=
18= 9






Venho pedindo tanto para estar presente...
E a informação que me veio hoje é aceitação...
Lutar contra nos trás sofrimento e nos desconecta do presente...
Quero aprender a aceitar..
Quero me aceitar... para poder me conhecer... para poder por para fora o que é inerente a mim mesma...
Quanto tempo tenho perdido em me detonar...
Quanto tempo perdido em ficar esperando que algo aconteça para que eu viva...
Para hoje quero perceber que dou conta de lidar com os meus problemas...
Que não preciso mais destes mecanismos que me afastam de viver...
Que me anestesiam...
Não sou perfeita e não vou ser...
Não adianta ficar esperando eu ser perfeita ou ter uma vida perfeita para que eu esteja aqui... viva...
É hoje, na aceitação de quem eu sou, na aceitação do que tenho, e do que estou vivendo que realmente algo pode acontecer...
Eu quero estar neste espetáculo...
Sei que tenho condições para isso...

26 de abr de 2012

Essência...

26/04/2012
8+4+5=
17
8







Hoje quero revelar minha natureza básica, sem máscaras...
O divino em mim, a parte que represento, só pode ser manifestada por mim, existe uma singularidade... 
Ações mecânicas e robotizadas de nossa sociedade nos afastam de nosso propósito...
Quais serão as correspondências materiais de meus desejos imateriais?
Exite um centro, uma estrela guia dentro de cada um, esperando para poder brilhar em nossas vidas...
Tudo o que está em cima é como o que está embaixo...
Existe uma correspondência...
Tudo no universo busca o equilíbrio...
Comecei a entender este conceito em um nível mais prático e vou tentar explicar...
Quantas vezes falamos o que não sentimos? Quantas vezes agimos sem escutar nosso coração?
Para que nossa vida esteja em equilíbrio precisamos aprender a mergulhar no mais profundo de nós mesmos, afim de saber exatamente como agir aqui em nosso mundo manifesto... 
Agir de acordo com nossa correspondência interna, unindo o espiritual e o material em nossas vidas cotidianas... 
Isto dá a nossa vida um sentido, um propósito... Este propósito nos é revelado a cada passo por meio de nossas ações conectadas... Quando escolho agir desconectada dos propósitos de minha essência fico sem rumo, sem lugar...
A ideia do espírito ser liberto da matéria para mim é um conceito estranho, pressupõe um conflito... Para mim o espírito deve ser capaz de se manifestar na matéria... a matéria agindo de acordo com o espírito é o equilíbrio, a coerência de que estou falando... 
Nossos impulsos espirituais estão imobilizados, presos em nossas profundezas, é claro que ele precisa ser liberto, emergir, mas não no sentido de se livrar da matéria, mais de dar-lhe vida... 
Talvez este seja o primeiro passo da sutilização da matéria, desta forma podemos ser mais fluídos, menos rígidos...
Pensar, sentir, falar e agir coerentemente... esta coerência não pode ser encontrada nas regras impostas por nossa cultura, religião ou mesmo por nossa família... 
Os conflitos internos deixam de existir quando aprendo a entrar em contato com a minha essência e passo a agir de acordo com ela...
Estou pronta a deixar de lado as auto-imagens que por mim foram nutridas durante anos... isso pra falar desta vida apenas... 
Me liberto por vontade, sem sofrimento... 
Um novo modo de lidar com a vida pode finalmente nascer... 
Mais leve, mais feliz, mais quem eu sou em essência...

25 de abr de 2012

25/04/2012
7+4+5=
11+5= 16= 7





A libertação das aparências...
A real ligação entre os opostos, céu e terra, interior e exterior...
Em essência os títulos que ostentamos, os bens que acumulamos, tudo aquilo que construímos em cima de aparência simplesmente não se sustentam sem uma base construída em nós mesmos...
Quando o raio vem em direção a torre (arcano XVI) e sacode tudo aquilo que tanto damos valor, se não estivermos com nossa base bem centrada na nossa Presença, desmoronamos junto...
Quero aprender a estar em mim, e saber que isso basta para seguir no fluxo da vida,  quero aprender a desgrudar de realidades que já não me servem...
Quero realmente aprender a deixar a vida me levar, mas me levar inteira, isso não quer dizer que vou sempre estar do mesmo jeito, a vida vai me lapidar,... mas quero estar inteira a cada adaptação...


"Este Teu Olhar Tom Jobim
Este seu olhar
Quando encontra o meu
Fala de umas coisas
Que eu não posso acreditar

Doce é sonhar
É pensar que você
Gosta de mim
Como eu de você!

Mas a ilusão
Quando se desfaz
Dói no coração
De quem sonhou, sonhou demais

Ah! Se eu pudesse entender
O que dizem os teus olhos..."


http://www.vagalume.com.br/tom-jobim/este-seu-olhar.html#ixzz1t43cQM5e

24 de abr de 2012

Sabedoria...

24/04/2012
6+4+5=
15
6




Hoje abraço a minha humanidade...
Aceito me olhar com compaixão...
Sei que onde quer que eu vá vou me levar comigo...
O ponto interno onde me encontro ao fazer uma escolha é o que importa...
Para isto, dentro de cada situação em que eu me encontre vou fazer o exercício de incorporar a mim mesma...
Isto mesmo, estamos na maioria do tempo fora de nosso corpo...
Quero estar presente para escolher...
Ter consciência de onde estou em um sentido mais profundo...
Conscientemente entro em meu corpo respirando fundo, olho ao meu redor, expando a minha energia, me reconheço e escolho o que vou manifestar...
Assumo 100% responsabilidade por esta escolha...
Conectada a quem eu sou, abençoada com a sabedoria divina, que é também minha sabedoria e parte do meu ser...
Chega de bodes expiatórios!!!


 "Diz Jung, nós, seres humanos, "não nos sentimos bem quando nos comportamos perfeitamente; sentimo-nos muito melhor quando estamos fazendo alguma coisa errada. Isso acontece porque não somos perfeitos. Quando constroem um templo, os hindus deixam um canto por acabar; só os deuses fazem coisas perfeitas, o homem nunca poderá fazê-las. É preferível sabermos que não somos perfeitos, porque assim nos sentimos muito melhor." [C. G. Jung, The Symbolic Life: Miscellaneous Writings, C. W. Vol. 18, § 209]. Não obstante, a imagem da perfeição está tão entranhada em nossa cultura que nos sentimos culpados quando não podemos atingi-la. Precisamos, às vezes, de um bode expiatório que nos ajude a suportar o peso das nossas imperfeições demasiado humanas. A não ser assim, projetamo-las em nossos amigos e parentes, ou somos esmagados pelo seu peso. "O Diabo me obrigou a fazê-lo", dizemos, quase de boa fé, quando fazemos algo menos do que perfeito, ou "Não sei que diabo tomou conta de mim!". O Diabo é um utilíssimo bode expiatório."

23 de abr de 2012

23/04/2012
5+4+5=
14/5





"Calma, há poderes que operam no Universo e em ti e que estão além da tua experiência cotidiana, confia nas correntes mais profundas da vida; deixa-te fluir com elas". http://pt.scribd.com/doc/4525551/SALLIE-NICHOLS-Jung-e-o-Taro


Hora de se conscientizar de algo novo, as velhas crenças já não servem mais...
A ajuda está presente, basta que a queiramos estabelecer um diálogo...
Após passar por uma transformação interna nos vemos com um novo olhar porém não sabemos ainda o que fazer, para onde ir...
Até que tudo se encaixe, até nos redescobrir...
Até redescobrir o seu mundo...
Que Deus esteja presente, que eu possa perceber e receber a ajuda angélica...
Que eu consiga me soltar até atravessar até o outro lado da margem...
Eu quero muito isso!!!

22 de abr de 2012

Mais presente, mais consciente...

22/04/2012
22+4+5=
22+9




Construir a partir do novo para todos... 
Engraçado como pensamos que ao ajudar o Todo estamos sendo bons com os outros... 
Nosso modo dual de ver a vida: bem/mal, certo/errado, dia/noite, nos faz sentir separados de tudo que existe. Mas tenho um segredo para contar: Quando faço o meu melhor para mim e para todos, estou, no fim das contas, fazendo o melhor pra mim mesma. 
Não existe meio de prejudicar alguém sem prejudicar o Todo do qual este alguém faz parte e consequentemente a si mesmo. 
Por isto hoje quero propor o dia de enxergar o Cristo que habita o outro... 
Para poder fazer isto, nosso próprio Cristo interno precisa estar desperto.
É bem simples... 
Toda vez que me sentir incomodada com alguma pessoa ou situação vou respirar... desta forma aumentar minha energia... conforme eu for respirando vou procurar alguma coisa bela ao meu redor: uma planta, uma criança, uma paisagem, uma obra de arte... Continuo a respirar, admirando a beleza e aumentando minha energia ainda mais... Assim que sentir que a energia que estou captando da fonte está transbordando de mim, posso voltar aquela situação ou pessoa que estava me incomodando a princípio... 
Faça o teste, é revelador e transformador ao mesmo tempo... Isto modifica o outro ou a situação diretamente? Ainda não consegui isto... mas transforma o meu mode de olhar aquela pessoa ou situação e posso fazer uma escolha consciente ao invés de simplesmente reagir... 
As coisas que experimento em minha manifestação são apenas espelhos de questões internas mal resolvidas... consciente e presente posso escolher aprender a lição e me libertar, libertando a todos se quiserem estar presentes e conscientes...
Hoje quero construir um modo novo de interagir com tudo o que me cerca...
Mais presente...
Mais consciente!!!

21 de abr de 2012

Unir...

21/04/2012
3+4+5=
12
3




Jung já dizia: precisamos voltar ao corpo para recriar o espírito... Desta forma, o espírito pode ser manifestado em nosso dia a dia... 
 O número 3 a Imperatriz  é o número da comunicação para a numerologia, simboliza o filho, o fruto, a criatividade... 
A Imperatriz, a fertilidade... 
Enquanto o princípio feminino na carta 2 a Papisa segura o livro da profecia  a Imperatriz realiza esta profecia... 
Estamos na época de realizar-nos no mundo... Ocupar nosso lugar, manifestar quem somos... 
A mediação do 3 se faz necessária, é ele que une o princípio feminino e o masculino para que algo novo possa existir... Este novo une o 1 e o 2 ... 
O 3 é considerado por Pitágoras o primeiro número real. O 1 e o 2 existem em essência, sem ter uma realidade física...

O processo se dá mais ou menos assim:

"Pois todos temos momentos em que, tocadas pela varinha do Mago, nossas águas criativas se movimentam. Estamos todos familiarizados com o longo e escuro período de gestação melancólica, que se segue à nossa quase submersão no pálido mundo lunar da Papisa. Então, com sorte, nasce um novo dia, um momento de ouro quando as idéias e imagens vagamente sentidas começam a estourar na realidade! De repente, a tela branca e vazia se enche de cores e revive; ou a massa de barro em nossa mão, quase sozinha, começa a tomar forma; ou o pedaço de papel em branco em nossa máquina de escrever se enche de palavras. Ou talvez aconteça que os dois cornos aparentemente irreconciliáveis e um dilema que nos torturou semanas a fio se ligam magicamente, oferecendo uma solução inteiramente nova para o nosso problema. Estas são algumas das maneiras com que a Imperatriz trabalha por nós em relação aos nossos esforços criativos. Claro está que o seu império, como a vegetação da natureza, tende a ser — um tanto ou quanto confuso. A realidade que ela produz não é o produto acabado. Para isso, como veremos, precisamos da discriminação e da organização do Imperador. Uma das principais funções da Imperatriz é ligar as energias primárias de yin e yang a fim de dar-lhes um corpo no mundo da experiência sensorial." (Sallie Nichols, em Jung e o Tarô, pág 102 e 103).
Aqui abraçamos a intuição, até então tínhamos apenas a lógica, o raciocínio. 

Não existe nenhum caminho lógico para a descoberta das leis do Universo - o único caminho é o da intuição.
(ALBERT EINSTEIN)
Acredito que a intuição une, assim como a criatividade os impulsos femininos e os masculinos em nós... A ponte entre o mundo criativo e o mundo da lógica... 
Hoje quero a união... que eu possa manifestá-la sempre!!!

Texto baseado no livro de Sallie Nichols, Jung e o Tarô.

20 de abr de 2012

Poder Pessoal...

20/04/2012
2+4+5=
11








Hoje quero recuperar o meu poder pessoal...
A sensação de ser inteira...
Para isto, entro em contato com minha essência e me encontro...
Quero ser mais consciente...
Quero ter consciência do meu valor e das minhas habilidades e agir de acordo com isso...
Agora sei que meu poder reside em meu próprio ser...
Para adentrar os domínios do meu lado instintivo, peço a mediação do feminino em mim...
Assim, ele pode ser transformado...
Quero poder ouvir meu lado indomado, instintivo, animal...
Olhar a fera de frente...
E não projetar esta experiência nos outros por meio de ataques de ira, birras...
Desta forma, poderei entrar em contato com sua força que é minha força...
Quero que o feminino em mim se una a fera instintiva que me habita em perfeita harmonia...
Aqui não se trata de domínio e sim de relacionamento já que o leão simboliza o nosso querer mais profundo... Mas que este relacionamento não me prive de minha humanidade...
Amém


Texto baseado Sallie Nichols, Jung e o Tarô

19 de abr de 2012

Mundo Novo...

19/04/2012
10+4+5=
19
1





A vida, uma experiência a ser desfrutada, diz Sallie Nichols em Jung e o Tarô. 
Na carta da Lua, entramos em contato com nosso "filho" interior. Na carta do Sol os opostos, antes apresentados como bestas a serem temidas, podem aparecer neste recinto sagrado como crianças nuas... Não há mais nada a ser escondido...
Hoje quero estar em harmonia comigo mesma...
Quero me relacionar com minha criança interna mais conscientemente...
Quero deixar que os opostos em mim brinquem criativamente... 
Como crianças...
Desta forma um novo mundo pode ser criado...
Um mundo onde exista espaço para o feminino e o masculino...
Um mundo em que a natureza seja respeitada, para que a nossa natureza interna possa ser respeitada também...
Na carta do Sol, nossos impulsos gêmeos interagem diretamente, sem a intervenção de outra figura... O masculino e o feminino são gêmeos, foram criados no mesmo instante, nasceram juntos... Não existe um melhor e o outro pior... 
O mago no Arcano 1, só vislumbrava a existência do masculino, por isso todo o seu potencial era estéril... Ao chegar ao Sol pode se unir ao feminino em segurança, se sentir como criança para junto do feminino literalmente fazer nascer o Mundo Novo...
O Sol nasce para todos... Contudo, o mesmo sol que ilumina pode nos deixar cegos... Por isto o feminino e o masculino precisam estar unidos...
Aprender a ser quem sou e me relacionar: Eu quero isso!!!

18 de abr de 2012

Cura emocional...

18/04/2012
9+4+5=
18
9




Curar o nosso emocional, passa por darmos um profundo mergulho dentro de nós mesmos... 
Estamos em um período em que desconectados de nós mesmo, desconectados de Deus, vamos acumulando mágoas e ressentimentos, muitos deles inconscientes... Contudo, apesar de serem inconscientes não deixam de afetar nossa manifestação... 
Não importa a forma que esta reação aparece em nosso dia a dia: irritabilidade, ódio, dificuldade de tocar e ser tocado, perfeccionismo, sensação de impotência, dentre inúmeros outros... A presença deles em nossa vida demonstra que existe algo a ser observado em nós.
Já tentaram observar a si mesmo em um ataque de irritabilidade? A experiência é bem interessante. A primeira vez que fiz isso tive um ataque de riso. Tudo parecia tão fora de contexto, de propósito... O ataque em si não iria mudar o que me incomodava, ele só estava me avisando que existia algo que eu negligenciava.
O Ho'oponopono é uma técnica havaiana que cura memórias. Assumindo 100% responsabilidade por tudo o que nós somos e pelo que nos cerca, pedimos a divindade que limpe em nós memórias bloqueios e vibrações negativas. Isto é muito útil nos momentos que nos perdemos emocionalmente. Abre um espaço onde existe ar.
O ebook do ho'ponopono pode ser encontrado AQUI!!!
Você não tem que fazer nada, você pede a Divindade, a Deus... Eu particularmente tomo o cuidado de ao pensar em Deus não pensar em algo fora de mim, distante. Conectada ao meu ser eu peço: Divindade, cure em mim as memórias que não servem aos propósitos de minha essência. Limpe todos os bloqueios.
Eu te amo
Sinto muito
Me perdoa
Sou grata
O eu te amo, sinto muito, me perdoa, sou grata repito várias vezes até me sentir melhor.
Que a cura emocional se faça...
Eu quero isso!!!

17 de abr de 2012

Despertar...

17/04/2012
8+4+5=
17
8





Trabalhar tanto com o ouro quanto com a prata... 
O feminino e o masculino em nós... 
O despertar do Cristo interno tem sido tema recorrente em minha vida... 
Este despertar se dá de várias formas e se manter desperto para mim é um desafio... 
Estar presente a cada momento, sem o ímpeto de fugir... 
Estar ali e observar sem julgamento, mas ao mesmo tempo deixar que minha essência escolha e minha personalidade execute a ação... 
Não é algo que possa ser feito dentro do espaço-tempo... 
Contudo, temos a capacidade de conectados estar de tal maneira despertos que tudo pode ser feito... Podemos parar o tempo e observar uma situação por mais tempo antes de decidir... Podemos escolher apenas observar... Podemos observar, escolher e interferir... 
Quantas vezes em nossas vidas passamos por situações que exigem de nós uma escolha em milésimos de segundo... Mas quando a gente relembra esta mesma situação se dá conta que houve uma escolha, e esta escolha não foi pautada no pensamento linear... Naquele milésimo de segundo fomos capazes de vislumbrar todo o contexto e agir, não apenas reagir!!! 
Acredito que este seja o começo do despertar...
Eu quero isso!!!

16 de abr de 2012

Persistência...

16/04/2012
7+4+5=
16/7





"O rio corta a rocha não por causa de sua força, mas por causa de sua persistência." 
(Jim Watkins) 


Tenho tentado aprender a ser persistente... 
Não de um modo que mais pareça teimosia, aquele tipo de atitude que embirramos e não arredamos o pé... Falo da persistência que nos mantém focados em nossos projetos e que apesar dos obstáculos seguimos em frente para percorrer o caminho todo e usufruir dos aprendizados nele contido. 
Sabe do que mais eu desisto facilmente? 
De mim mesma... 
Hoje quebro os pactos da desistência e abraço a persistência... 
Esta é minha escolha... 
Focar no que quero, caminhar cada dia e tirar o melhor proveito de tudo isto... 
Para isto, escolho estar conectada a Deus, cada dia mais. Desta forma, não perderei de vista as coisas que realmente importam e nem perderei tempo fazendo birra com as que já não importam mais...
Segundo o dicionário online persistência é o: 
"Ato de persistir; constância; perseverança.
Qualidade do que dura."
Desejo ser abençoada com o ritmo da constância em minha vida... 
Não confundam constância com algo parado, estagnado, sempre da mesma forma... A constância possui um ritmo e um movimento próprio e é feita para aqueles, que ao se descobrirem, passaram a fazer parte do fluxo da vida...
Eu quero isto!!!



15 de abr de 2012

União...

15/04/2012
6+4+5=
15
6




Ontem falamos de limite, hoje quero falar a respeito da união... 
Unir idéias, pensamentos, pessoas é o novo paradigma que está em desenvolvimento em nosso planeta. Ouvimos falar que grandes empresas, ao contratar um novo profissional, o testam para saber se este sabe trabalhar em grupo. 
Antigamente a ideia de um líder era daquela pessoa que mandava para que as coisas saíssem a seu modo... Hoje, vemos o líder como aquela pessoa que sabe de todo o processo ligado a atividade da qual é líder. Desta forma sabe fazer com que as pessoas de sua equipe trabalhem unidas, dando o melhor de seu potencial... 
Hoje quero aprender a trabalhar e me divertir em equipe... 
Pautada no respeito por mim e pelo outro, para que ninguém tenha que se encolher para que o meu excesso exista. Mas também que eu não me encolha para que o excesso do outro exista...
Em todos os lugares: festas com amigos, dentro de casa, com minha família, no trabalho... enfim, em todos os lugares onde eu esteja: Quero estar no meu melhor!!!

14 de abr de 2012

Coexistir...

14/04/2012
5+4+5=
14/5



O que é limite? Sempre pensei em limite como uma barreira, imóvel e inflexível.
Um mapa que fizemos recentemente nos mostrou um limite muito mais fluído...
Poderíamos definir limite como o ponto onde duas coisas, duas pessoas se unem e podem continuar a ser quem são.
Quando em um encontro, um de nós decide ocupar um espaço maior, o outro tem que se encolher para que este espaço "extra" possa existir.
Sabendo disso dá pra olhar nossos encontros com mais responsabilidade e respeito...
Quero existir e deixar que o outro exista...
Vamos coexistir!!!

13 de abr de 2012

Eu quero isso...

13/04/2012
4+4+5=
13/4





Porque o Arcano da transformação é tão temido? 
E juntando ele ao feminino, sexta feira de Vênus então... 
Para Jung, a transformação é o diálogo do Ego com o Self. Posso dizer a grosso modo que seria o diálogo entre nossa personalidade com nossa essência. Porque evitamos este diálogo? Talvez por nos identificar demais com nossa personalidade. Temos um nome, um endereço, uma profissão e acabamos por acreditar que isto nos define por completo. A intuição nos aponta outros caminhos, o feminino teima em despertar em nós e evitamos o que não podemos ver.
Hoje me disponho a permitir que o diálogo entre a minha personalidade e a minha essência aconteça.
Que o feminino desperte e traga a força do masculino...
Que eles possam cooperar em mim...
Vamos curar conscientemente nossa manifestação?
Eu quero muito isso...
Sexta feira 13 abençoada!!!

12 de abr de 2012

Vida plena...

12/04/2012
3+4+5=
12
3




Comunicar uma ação...
Comunicar quem sou...
Após ter mergulhado no mais profundo do meu ser posso saber o que quero...
Acesso a criatividade divina...
A vida passa a ser fluida e plena...
Cheia de alegrias...
Quero uma vida plena!!!

Perdão...

11/04/2012
11+4+5=
11+9





Ir para além de nós mesmos...
Nos expandir...
Isto só é possível se damos um mergulho interno profundo...
Conhecer a si mesmo é a meta...
A cura faz parte do processo...
Hoje quebro os pactos que não honram a Deus e por consequência não horam a quem eu sou em essência...
Em qualquer tempo ou lugar...
Me liberto e liberto a todos os envolvidos...
Peço perdão e dou meu perdão...

10 de abr de 2012

Achei tão bonito que quero repartir com vcs!!!!


"Onde foi parar sua alegria?


:: Izabel Telles :: 
Meu querido amigo,
Ontem naquele almoço de aniversário em que nos reencontramos não gostei nada do que vi.
Olhei você de longe e mais parecia uma planta murcha dependurada num vaso cuja terra estava seca e sem vida.
Todos riam e brindavam à aniversariante e só você se mantinha mudo e retorcido sobre a cadeira emanando uma energia de abandono, tristeza, medo e encolhimento.
Não pude deixar de sentir um nó no meu peito. Sim, porque não era esta a imagem que havia guardado de você dos nossos tempos de colégio.
Lembro-me de vê-lo cercado pela turma, nos intervalos das aulas segurando seu violão contra o peito e tocando de uma forma vigorosa e firme. Todos ficavam um pouco hipnotizados vendo seus dedos correrem ligeirinho pelas cordas, enquanto apertava seus lábios entre os dentes e fechava um pouco os olhos como se estivesse viajando dentro das notas musicais.
Onde anda seu violão?
Quantas vezes fui à sua casa e você ainda não tinha chegado da natação e quando abria a porta eu gostava de ver aqueles ombros largos recebendo alguns pingos de água que teimavam ainda em escorrer dos seus cabelos. A endorfina que seu corpo fabricava durante o exercício vinha refletida no seu sorriso largo. E a gente ia pro seu quarto e conversava até altas horas enquanto você dedilhava seu violão e falava ao telefone com seus amigos e amigas que, como você, estudavam pintura com aquele artista mega-talentoso. Sabe que eu morria de inveja de vocês?
Onde estão suas telas? Seus desenhos? E a natação?
E sua bicicleta? Ninguém saltava mais alto e fazia curvas em uma roda como você. Lembra as ruas do Morumbi? Você saia disparado por elas e trocava a bique pelo skate e despencava aquelas lombadas sibilando as rodinhas de aço no asfalto já marcado de tanto que a turma passava por aquele caminho.
Onde estão sua bicicleta e seu skate?
Outro dia andando na Rua da Consolação vi um cão como o que você tinha. E, naquele momento, veio à minha mente a imagem da gente brincando com ele no sítio do seu pai. Jogávamos uma pinha e ele saia correndo atrás e punha de volta na nossa mão. E quando a gente queria se jogar nas redes do terraço para dormir, ele vinha com a pinha e ficava raspando a pinha no chão pra acordar a gente e sair brincando de novo. Você falava uns palavrões pra ele e ele latia como se fosse sua mãe brava cada vez que você usava uma linguagem menos requintada.
Onde está o cão?

Eu também mudei. Sei que todos mudamos. E não foi pouco. Tivemos que ir pro mundo e batalhar o pão de cada dia. Casamos, parimos filhos e a realidade mudou muito. Já não somos mais inocentes. Já não temos mais a casa dos nossos pais ou avós onde o mundo sempre foi (e sempre será) uma ilha de descanso e aconchego. Estamos sós, nus, encarando o mundo frio que está com o pé da nossa cara.
E agora o que fazer?
O que fazer, cara?
Dar risada, levar tudo isso com menos seriedade e rigor, olhar com distância e criar o nosso mundo particular. E esse sim, pode ser mais colorido e mais quentinho.
Olha primeiro para você e ergue este corpo caído e sem vida. Olha pros teus filhos e pense no exemplo que está dando a eles. Se nosso mundo não foi exatamente como planejamos, não vamos estragar o projeto do mundo deles com pessimismo e desalento.
Afasta esta nuvem negra que cobre sua vida e deixa o sol entrar de novo no seu coração. Como diz o poema: toma mais sorvete e menos sopa, salta de pára-quedas, anda na chuva, solta pipa, liga pro seu pai e diz a ele que, apesar das diferenças, ele é seu pai; perdoa tua mãe por ela ter te deixado sozinho no berçário depois de você ter morado dentro dela por quase um ano. E constrói a sua vida do jeito que você acha que ela deve ser. Ensina novos valores pros teus filhos, ama profundamente a tua companheira por ela estar ainda do teu lado, agüentar suas crises de mau humor e raiva e muda o lado do disco da tua música emocional. E quer saber de mais uma coisa? Nada é mais importante do que construir uma família sólida, saudável, feliz. Esta é a grande vingança contra o descontrole que assola o mundo!
Conto com sua força nesta escalada rumo à felicidade.
Juro por Deus que nunca mais quero te ver se for para topar com este cara morto/vivo que senta numa cadeira e só levanta para ir embora. Pense imediatamente em voltar a participar da festa!
Conto com isso. E, claro, também com seu violão, sua arte, sua bicicleta e seu cão.
E você pode contar comigo. Também venho de uma genética suicida, triste e infeliz. Mas jurei desde pequeno que daria a volta por cima e que iria mudar o meu padrão familiar. Por isso às vezes as pessoas me acham meio pateta porque não estou nem aí com os filósofos do apocalipse e vou pra praia ver o pôr-do-sol. E ainda me emociono com a desova das tartarugas ou a dança dos golfinhos. E choro quando vejo uma face de Deus na cara de um clarinetista que toca nalguma orquestra de algum país do mundo que aposta forte na arte como forma de redenção.
Hoje em dia tenho aplicado meu tempo em criar alguns exercícios para fazer com a imaginação. Vou deixar um aqui se você quiser experimentar. Mas, se fizer, faça por, no mínimo, três meses ao acordar e antes de deitar.
E fica bem. Na alegria e na certeza de que a oração também tem poder de trazer luz e paz às nossas vidas. Portanto, acredite ou não, rezar ajuda muito. Crie suas orações e lembre-se do velhíssimo ditado: mente sã em corpo são. Portanto, malha seu corpo até sentir que ele está integrado à sua mente. E chama seu Grande Espírito para acender o pavio desta vela que é a vida de cada um. Cara, a gente nasceu para brilhar!

E aqui vai o exercício:
Saindo da nuvem negra

Sente como se fosse trabalhar. Respire como se fosse relaxar e feche os olhos para imaginar.
E imagine que você está dentro de uma nuvem negra. E aceite esta imagem como a expressão do seu mau humor, revolta, pessimismo, tristeza e desesperança. Respire uma vez e dê cinco passos à frente e veja esta nuvem mudando de negra para cinza, de cinza para branco e de branco para luz. Então saia deste lugar como quem sai de uma porta e imagine na sua frente o mundo perfeito que sempre sonhou criar. Crie este mundo, entre neste mundo e sabendo que pensamentos se transformam em realidade, acredite que tudo muda, se você quiser.
Sentindo-se renovado, respire e abra os olhos."
 


Alinhar...

10/04/2012
1+4+5=
10



Para modificar a vossa disposição ou vosso estado mental, mudai vossa vibração !
                                                   Caibalion


Mas como mudar o que vibramos? As emoções não podem ser reprimidas, não devemos lutar com elas. 
Se temos emoções que não nos agradam devemos escutar a mensagem que ela nos traz. 
Por exemplo: Um sentimento de tristeza pode estar me alertando da falta das coisas que me dão prazer em meu dia a dia. Se eu escolho alinhar o que eu desejo sentir: alegria, por exemplo, com as ações que vão me trazer esta alegria o sentimento foi ouvido e tudo fica bem. Se eu gosto de nadar eu vou nadar, se eu gosto de correr vou me dar tempo para correr... 
Estar presente, consciente, sentir o momento e executar a ação...
Alinhar o pensamento, sentimento e  ação, conectados a minha essência...
Eu quero isso!!!

9 de abr de 2012

Mais feliz...

09/04/2012
9+4+5=
18
9





Conseguir entender as coisas na dualidade tem sido um desafio. Só consigo sentir que estou realizando este propósito quando encontro dentro do meu corpo o lugar onde este conhecimento pode ser posto em prática. Quando falamos aqui de nos dar importância não estamos nos referimos a importância pessoal do ego, bem explicada por Castaneda. Nem sei se para dizer o quero dizer a palavra importância seja a mais adequada. Explicarei abaixo e aceito sugestões...
Falamos de um estado, uma postura, uma ação, sensação, sentimento pautado na conexão com Deus... A importância pessoal faz com que qualquer coisa na vida seja interpretada como um ataque pessoal. Por exemplo: Estamos em uma festa e paramos pra conversar com alguém. Este alguém começa a dizer o quanto detesta que as pessoas fiquem dançando sem parar. Você adora dançar sem parar e fica muito desconfortável porque acha que o comentário foi uma indireta para você. Este exemplo se multiplica em vários níveis e situações. 
Contudo a importância da qual nos referimos na postagem anterior diz respeito ao estado de conexão no qual sabemos nosso papel, sabemos o que devemos fazer, damos o nosso melhor e vivemos nossa vida para além das atitudes robotizadas, para além da reatividade... 
A partir de hoje quero ter escolha... quero me conhecer, dar um mergulho interno, para que o automático em mim, o padrão, a reação não assumam e deem as respostas para as situações de minha vida!!! 
Quero me considerar, quero considerar o outro também... Aliás me considerar é considerar o outro... 
Se eu melhoro o mundo com certeza fica melhor... 
Se eu me torno mais feliz o mundo fica mais feliz!!! 

8 de abr de 2012

Renascer...

08/04/2012
8+4+5=
17
8





Despertar o Cristo interno...
Fluir do Amor, do respeito, da admiração,do carinho...
Valorização do próximo... e nossa mesmo...
É tão fácil olhar os defeitos nossos e dos outros...
Mas e exaltar as qualidades?
Todos temos qualidades... e passam tão desapercebidas que ninguém as vê...
Ficamos privados de sentir a nossa importância...
E como existir sem achar que somos importantes?
Na união existe espaço para que todos realmente existam...
E esse respeito por quem se é por quem o outro é, é amor...
É despertar o Cristo interno...

7 de abr de 2012

Despertar...

07/04/2012
7+4+5=
16/7






A própria natureza do “ego” é estar em contradição; e somente quando o pensamento-sentimento se liberta a si mesmo de seus desejos antagônicos, é que pode haver tranqüilidade e alegria. Essa liberdade, com suas alegrias, se manifesta pela percepção profunda do conflito do desejo. Quando vos tornais cônscios do processo dualista do desejo e ficais passivamente vigilantes, encontrais a alegria do Real, alegria que não é produto da vontade nem do tempo. (O Egoísmo e o Problema da Paz, pág. 92)

Pois bem, esse conflito de desejos traz compreensão? O problema é: Como surge a compreensão? Porque, existindo compreensão, não existe mais luta. O que compreendemos, disso ficamos livres. (Nós Somos o Problema, pág. 68)

(…) Por “compreensão” entendo aquele estado sem esforço, no qual a mente está de todo cônscia, livre de obstáculos, (…) de tendências, sem nenhuma luta para compreender (…) (O Homem e seus Desejos em Conflito, 1ª ed., pág. 166)


Assim, é possível que o ser humano seja totalmente sério, descobrir se pode viver num estado de não-dualidade - não ideologicamente ou teoricamente, mas realmente, tanto na forma como na essência? É possível, para mim e você, vivermos uma vida na qual este senso de dualidade cesse completamente, não apenas no nível verbal, mas também nos mais profundos depósitos e recessos da própria mente? Sinto que, se isso não for possível, haveremos de continuar em guerra com os outros - você com sua opinião particular, crenças, dogmas e conclusões, e eu com as minhas. Então não pode haver comunicação ou contato real. (Idem, pág. 7-8)

Se vos aperceberdes de que a vossa escolha originada nos opostos somente cria outro oposto, então percebeis o que é verdadeiro. (…) Na libertação dos opostos a ação já não é um conseguimento, mas preenchimento; ela nasce do discernimento, que é infinito. Então, a ação brota de vossa própria plenitude (Palestras na Itália e Noruega, 1933, pág. 33)

Estamos falando a respeito de seriedade, porque (…) precisamos eliminar a contradição existente em nós mesmos - fonte de todos os conflitos. A mente que se acha em conflito é incapaz de perceber, de ver. É uma mente deformada; e a contradição, à medida que se vai tornando mais aguda, leva a várias formas de desequilíbrio (…) (Encontro com o Eterno, pág. 21)

A contradição surge apenas quando a mente tem um ponto fixo de desejo, isto é, quando a mente não considera todos os desejos como passageiros, transitórios, mas se apega a certo desejo e lhe dá caráter de permanência; só então, ao surgirem outros desejos, há contradição. (…) A mente, porém, estabelece um ponto fixo, por que considera todas as coisas como meios de alcançar seus objetivos, meios de ganho; (…) (A Primeira e Última Liberdade, 1ª ed., pág. 70)


O texto veio daqui!!!




Tempo de união...
Quando unimos os opostos em nós conseguimos nos conectar a Deus...
Hoje quero esta união, este companheirismo...
Hoje abraço a aceitação...
Aceitar não significa não querer a mudança, significa que eu posso olhar como as coisas estão sem conflito, sem sofrimento. Desta forma posso me colocar onde quero estar...
O sofrimento, o conflito, me afasta da minha essência, desta forma não consigo ocupar meu lugar...
Hoje quero estar onde devo estar...
voltar a sincronia...
ao fluxo da vida...
Quero encontrar o lugar em mim, onde as dualidades cooperam entre si, unidas pela vida...
Pela minha vida...
Pela sua vida...
Pela vida do planeta, do Universo...
Quando eu desperto, tudo fica mais consciente, mais inteiro, mais sincrônico...
Quero discernir...
Quero despertar!!!

6 de abr de 2012

Perdão...

06/04/2012
10+5=
6







SOBRE O AMOR, ROSAS E ESPINHOS...

Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor.

O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.

O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto."

O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar.

O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração!"

Bonito isso. Enxergar sonhos que antes eu não saberia ver sozinho. Enxergar só porque o outro me emprestou os olhos , socorreu-me em minha cegueira. Eu possuia e não sabia. O outro me apontou, me deu a chave, me entregou a senha.

Coisas que Jesus fazia o tempo todo. Apontava jardins secretos em aparentes desertos.

Na aridez do coração de Madalena, Jesus encontrou orquídeas preciosas. Fez vê-las e chamou a atenção para a necessidade de cultivá-las.

Fico pensando que evangelizar talvez seja isso: descobrir jardins em lugares que consideramos impróprios.

Os jardineiros sabem disso. Amam as flores e por isso cuidam de cada detalhe, porque sabem que não há amor fora da experiência do cuidado. A cada dia, o jardineiro perdoa as suas roseiras. Sabe identificar que a ausência de flores não significa a morte absoluta, mas o repouso do preparo. Quem não souber viver o silêncio da preparação não terá o que florir depois...

Precisamos aprender isso. Olhar para aquele que nos magoou, e descobrir que as roseiras não dão flores fora do tempo, nem tampouco fora do cultivo.

Se não há flores, talvez seja porque ainda não tenha chegado a hora de florir. Cada roseira tem seu estatuto, suas regras...

Se não há flores, talvez seja porque até então ninguém tenha dado a atenção necessária para o cultivo daquela roseira.

A vida requer cuidado. Os amores também. Flores e espinhos são belezas que se dão juntas. Não queira uma só. Elas não sabem viver sozinhas...

Quem quiser levar a rosa para sua vida, terá que saber que com ela vão inúmeros espinhos.

Mas não se preocupe. A beleza da roza vale o incômodo dos espinhos... ou não.
Pe. Fábio de Melo


Hoje quando olhei para esse 6 me veio de imediato o perdão...Perdoar a si mesmo e ao próximo...Acredito que ai esteja a chave para libertar o amor mais puro de dentro de nós...Senhor me ajuda a me perdoar e ajuda-me a perdoar...Quero conhecer o amor...

5 de abr de 2012

Desamarrar...

05/04/2012
9+5=
14/5





" Diz a sabedoria indígena que quando não cumprimos aquilo que prometemos, o fio de nossa ação que deveria estar concluída e amarrada em algum lugar fica solto ao nosso lado. Com o passar do tempo, os fios soltos enrolam-se em nossos pés e impedem que caminhemos livremente... ficamos amarrados às nossas próprias palavras.
Por isso os nativos tem o costume de: "por-as-palavras-a-andar" que significa agir de acordo com o que se fala; isso conduz à integridade entre o pensar, o sentir e o agir no mundo e nos conduz ao Caminho da Beleza onde há harmonia e prosperidade naturais."
Sabedoria indígena







Portanto minha gente para que consigamos ser livres vamos falar somente o que pretendemos fazer...
Agradeço pelo dia de hoje...
Agradeço a presença da ação na minha vida...
E peço para que a ação seja conectada a alegria...
Peço para que a ação, o movimentado seja uma forma de conexão...e seja conectada...
Quero fazer brincando... brincar também é coisa de adulto... chega de dor e sofrimento...

4 de abr de 2012

Estou em Deus...

04/04/2012
4+4+5=
13/4





Desde a Casa Oeste da Transformação 
que a Sabedoria se transforme em ação correta 
para que façamos o que tenha que ser feito...
Calendário da Paz



A natureza tem seus ciclos... estes ciclos naturais foram abandonados por nossa sociedade que em nome do controle tenta evitar as transformações... As mudanças são temidas e evitadas a todo custo... Acontece que o natural é o movimento, a transformação. 
Achei bem interessante o Calendário da Paz.... Foi um toque dado por nossa amiga Mayara... 
Contudo, olhar as informações que nos são dadas ainda na dualidade gera os mesmos problemas em polaridades opostas. 
Vou explicar: Estamos em processo de nos unir, de aprender a cooperar e entrar novamente na sincronia... Contudo, nossas particularidades não podem ser deixadas de lado no processo. O meu dom faz parte do processo da cura... ele é parte de quem eu sou, da parte que represento... Se olharmos de forma separada, uma coisa em detrimento da outra, vivenciaremos a mesma doença da separação, só que agora em nome da união. A união pressupõe duas coisas trabalhando juntas, este é o novo paradigma...
Somos como um grande prisma por onde passa a luz do amor de Deus. Vamos supor que eu represente o verde. Se eu me desconecto de quem sou e não permito que a luz passe por mim, o mundo ficará sem o verde e será menos colorido.
O ser humano se desconectou da fonte, de Deus para viver uma vida independente. Isto acarretou inúmeras consequências, é só olhar em volta. 
A união acontece dentro de cada um de nós. O centro do coração deve ser despertado, os dois canais: material e espiritual podem trabalhar juntos de forma harmônica. Isto é o 7... 
Todas as doenças da humanidade foram geradas quando decidimos nos desconectar de nós mesmos... a ligação com Deus, com o que é natural para cada um de nós não acontece em nenhum lugar fora de nós 
mesmos. Acontece dentro do meu corpo, bem aqui na Terra, no agora...Por isto não é hora de ver as coisas de forma polarizada. 
Antes em nome da minha individualidade eu negava o todo, agora para concertar isto o que devo fazer? A polaridade oposta seria me negar em favor do todo. Mas isto não é cura. A cura é eu me unir ao Todo, me conhecendo, sabendo quem sou, o que quero, minhas particularidades e colaborar para este mesmo Todo do qual faço parte. 
Aceitando o diferente em mim, pois este mesmo diferente faz o mundo colorido e completo, inteiro. 
A padronização negou a transformação (13)...
Hoje abraço a transformação para me tornar quem eu sou e manifestar isto aqui na Terra (4)...
Aprender a viver conectada é a minha meta... 
Fora das projeções do ego, que é quem me ensinaram a ser e que cria estas dualidades em minha vida... 
Eu me assumo... Estou em Deus!!!


Tudo que o Poder do Mundo faz é feito em círculo. O Céu é redondo e ouvi dizer que a

Terra é redonda como uma bola, assim como todas as estrelas.

O vento, quando se mostra no máximo de sua força, gira. Os pássaros fazem seus ninhos 


em círculos, pois a religião deles é a mesma que a nossa. O Sol nasce e se põe também em


círculo. A Lua faz o mesmo e ambos são redondos.

Até as estações formam um grande círculo em sua passagem e sempre voltam para onde 


estavam. A vida de um homem é um círculo da infância até a infância. E assim é em tudo


onde se movimenta o poder.

ALCE-NEGRO
(Contribuição da Mariana Nathalia Carvalho via Facebook).

3 de abr de 2012

Existir...

03/04/2012
3+4+5=
12=
3




Uma sequência hoje... 
Saber comunicar-se, abrir espaço para a criatividade em nossas vidas (3)... Manifestar isto de forma concreta (4), manifestar quem eu sou a partir de meu sacerdote interno (5)...
Quero me expressar a partir do que me faz sentido e não mais a partir do que me ensinaram a ser...
Quero construir minha vida pautada na inteireza de estar unida a Tudo o que existe... e tudo o que existe verdadeiramente, para além das ilusões é Deus e seu amor... 
Ancorar o divino aqui na Terra, eis a misericórdia... 
Deixar brilhar a minha luz... 

Doutrina Secreta: Seis Pontos


1 - O ensinamento secreto (designado por esoterismo) é a reunião da sa - bedoria de todos os tempos a sabedoria primordial acumulada por toda a humanidade, tal como foi vista desde a eternidade.

2 - Tudo provém de uma causa primordial básica, de um ponto central, com o qual está em relacionamento e com o qual permanece unido.

3 - O cosmo é a manifestação periódica e cíclica de um ser desconhecido, absoluto, que pode ser chamado de ELE.

4 - O cosmo, com tudo o que ele contém, chama-se Maya (ilusão), porque cada forma nele disponível, se comparada como o absoluto, é efêmera e se modifica constantemente.
5 - Tudo no cosmos tem consciência, de modo específico e dentro de seu limite de percepção.
6 - O cosmo se move de dentro para fora e é dirigido dessa maneira. Cada ação exterior é provocada por motivações interiores.
Fonte: História do Esoterismo Mundial (Hans-Dieter Leuenberger).


Ora, se o cosmo se move de dentro pra fora a mudança que eu almejo começa realmente dentro de mim...
Estou disposta, vamos começa?

2 de abr de 2012

Namasté...

02/04/2012
2+4+5=
11





Interessante, senti que hoje vibrava 11. Estamos entrando em contato com um tipo de comunicação que nossa cultura relegou a pessoas especiais... 
Vocês já devem ter escutado: o fulano de tal tem mediunidade... 
Bom, se mediunidade é o nome que alguns usam para dizer que a pessoa tem capacidade de se comunicar com o espiritual, todos somos médiuns... Todos temos esta capacidade, basta que estejamos em conexão com Deus, no aqui e agora, centrados em nós, conectados ao nosso coração.. 
Hoje quero transcender as barreiras... ser inteira no aqui e agora é ancorar o divino aqui na Terra através de meu corpo... Eu me proponho a isto...
Que a intuição seja escutada...
Que a cura seja completa...
Que o espiritual se manifeste na minha vida em cada ato, mesmos os mais simples e rotineiros...
Namasté...