É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

30 de set de 2010

Adão e Eva


esta imagem veio de http://www.bolsademulher.com/




30/09/2010
3+9+3=
15/6


Gostaria de não reduzir o número no dia de hoje... Vamos de 15... Não sei porque me deu essa vontade...rsrs... como se eu precisasse entender... rsrs...esse blog tem vida própria...
No tarot o 15 é representado pela carta do Diabo...
O que julgamos por Diabo?
Porque o tememos tanto?
Somos divididos em seres bons e ruins?
Acredito que o nada contém o tudo e o tudo contém o nada... como no Tao...
Esta carta representa a energia telúrica, a conexão com a terra, a matéria, a energia vital, os prazeres...
E quem consegue viver sem isso?
Este trecho de "O Poder do Mito" de Campbell ilustra bem o tema...
"MOYERS: A idéia da mulher como pecadora aparece em outras mitologias?
CAMPBELL: Não, não tenho referência disso em parte alguma. O que mais se aproxima talvez seja Pandora, com a caixa de Pandora, mas não se trata de pecado, é apenas confusão. A idéia, na tradição bíblica da Queda, é que a natureza, como a conhecemos, é corrupta, o sexo em si é corrupto, e a fêmea, como epítome do sexo, é um ser corruptor. Por que o conhecimento do bem e do mal foi proibido a Adão e Eva? Sem esse conhecimento, seríamos todos um bando de bebês, ainda no Éden, sem nenhuma participação na vida. A mulher traz a vida ao mundo. Eva é a mãe deste mundo temporal. Anteriormente, você tinha um paraíso de sonho, ali no jardim do Éden – sem tempo, sem nascimento, sem morte , sem vida. A serpente, que morre e ressuscita, largando a pele para renovar a vida, é o senhor da árvore primordial, onde tempo e eternidade se reúnem. A serpente, na verdade, é o primeiro deus do jardim do Éden. Jeová, o que caminha por ali no frescor da tarde, é apenas um visitante. O Jardim é o lugar da serpente. Esta é uma velha, velha história.
Existem sinetes sumerianos, que remontam a 3500 a.C., mostrando a serpente, a árvore e a deusa, e esta oferecendo o fruto da vida ao visitante masculino. A velha mitologia da deusa está toda aí. Agora, eu vi uma coisa fantástica num filme, muitos anos atrás, uma sacerdotisa serpente birmanesa, que tinha de trazer chuva ao seu povo, abrindo caminho montanha acima, chamando o rei naja para fora da sua toca, na realidade, beijando o três vezes no nariz. Lá estava a naja, o doador da vida, o doador da chuva, como figura divina positiva e não negativa.
MOYERS: Mas como você explica a diferença entre essa imagem e a imagem da serpente no Gênesis?
CAMPBELL: Existe, na realidade, uma explicação histórica baseada na chegada dos hebreus a Canaã e na subjugação do povo de Canaã. A principal divindade desse povo era a Deusa, e, associada à Deusa, estava a serpente. Este é o símbolo do mistério da vida. Os hebreus, orientados na direção do deus masculino, rejeitaram isso. Em outras palavras existe uma rejeição histórica da Deusa Mãe, implícita na história do jardim do Éden.
MOYERS: Essa história parece ter prestado à mulher um grande desserviço, atribuindo lhe a responsabilidade pela Queda. Por que recaiu sobre as mulheres a responsabilidade pela Queda?
CAMPBELL: Elas representam a vida. O homem não chega à vida senão através da mulher; é a mulher, portanto, que nos traz a este mundo de pares de opostos e de sofrimento.
MOYERS: Que é que o mito de Adão e Eva nos diz sobre os pares de opostos? Que é que significa?
CAMPBELL: A coisa começou com o pecado – em outras palavras, com o abandono do mundo mitológico de sonhos do jardim do Paraíso, onde não há tempo e onde o homem e a mulher sequer sabem que são diferentes um do outro. Ambos são apenas criaturas. Deus e homem são praticamente o mesmo. Deus caminha no frescor da tarde no jardim onde eles estão. Aí eles comem a maçã, o conhecimento dos opostos. E quando descobrem que são diferentes, homem e mulher cobrem suas vergonhas. Como você vê, eles não pensaram em si mesmos como opostos. Macho e fêmea constituem uma oposição. Outra oposição é entre o homem e Deus. Deus e o mal é uma terceira oposição. As oposições primárias são a sexual e aquela entre seres humanos e Deus. Então surge a idéia de bem e mal no mundo. Assim, Adão e Eva se expulsaram a si mesmos do jardim da Unidade Atemporal, você pode dizer assim, pelo simples fato de haverem reconhecido a dualidade. Saindo para o mundo, você tem de agir em termos de pares de opostos.
Existe uma imagem hindu que mostra um triângulo, que é a Deusa Mãe, e um ponto no centro do triângulo, que é a energia do transcendente ingressando na esfera do tempo. Então, a partir desse triângulo, formam se pares de triângulos em todas as direções. Do um provêm dois. Todas as coisas, na esfera do tempo, são pares de opostos. Assim, essa é a mudança de consciência, da consciência da identidade para a consciência de participação na dualidade. E então você se encontra na esfera do tempo.
MOYERS: Estará a história tentando dizer que, antes do que aconteceu nesse Jardim para nos destruir, havia a unidade da vida?
CAMPBELL: É uma questão de planos de consciência. Não tem nada a ver com o que tenha acontecido. Existe o plano de consciência em que você pode se identificar com o que transcende os pares de opostos.
MOYERS: Que vem a ser...?
CAMPBELL: Inominável. Inominável. Transcende todos os nomes.
MOYERS: Deus?
CAMPBELL: “Deus” é uma palavra ambígua, em nossa língua, pois parece referir alguma coisa conhecida. Mas o transcendente é desconhecido e incognoscível. Deus, em suma, transcende qualquer coisa, mesmo o nome “Deus”. Deus está além de nomes e formas. Mestre Eckhart disse que a suprema e mais alta renúncia é abandonar Deus por Deus, abandonar a noção de Deus por uma experiência daquilo que transcende a todas as noções. O mistério da vida está além de toda concepção humana. Tudo o que conhecemos é limitado pela terminologia dos conceitos de ser e não ser, plural e singular, verdadeiro e falso. Sempre pensamos em termos de opostos. Mas Deus, o supremo, está além dos pares de opostos, já contém em si tudo."

29 de set de 2010

Ir além...

29/09/2010
11+3


Estandarte do pecado (11), para Santo Agostinho, o ir além de Deus, símbolo do ser humano que caminha por vontade própria. Mas eu pergunto... expandir, ir além do conhecido, ir além do aceito, além do que conhecemos no mundo é pecado? O que realmente significa pecado? Cada cultura tem seu certo e errado, então dependendo de onde eu esteja sou pecadora?
"Limitação é aquilo que se chama pecado. Pecado é simplesmente um fator limitador, que cerceia sua consciência, fixando-a em uma condição inapropriada." (Campbell em o poder do mito). Pense nisso... no que estou  fixando minha conscência neste momento da minha vida inapropriadamente? E inapropriada não para  uma religião, para sua família, etc. Inapropriado entenda pelo que lhe faz sofrer. pelo que não funciona na sua vida. Pode ser que um dia tenha funcionado. Só não funciona mais agora. Não precisa mal dizer, ou mesmo ter raiva, rancor, apenas solte, vá além...Pode ser um modo de me relacionar com as pessoas, um modo de reagir aos problemas, a falta de capacidade em curtir a vida que o está fixando em um ponto que não mais funciona em sua vida... Solte... Hojé é o dia... Para mim particularmente o simples fato de fixar o que quer que seja já é inapropriado, a vida é movimento. descubra a vibração e o ritmo que esta funcionando para você neste momento....
O 11, hoje, nos dá a possibilidade de ir além e de forma criativa (3).



Um pedacinho da entrevista do Moyers com Campbell, onde ele fala de transcêndência (11):

MOYERS: Todos os homens, de todos os tempos, tiveram sempre essa sensação de terem sido excluídos de uma realidade superior, da bem aventurança, do gozo, da perfeição, de Deus?
CAMPBELL: Sim, mas você também tem momentos de êxtase. A diferença entre a vida cotidiana e a vida nesses momentos de êxtase é a diferença entre estar fora ou dentro do jardim (do Éden, do Paraíso). Você ultrapassa o medo e o desejo, ultrapassa o par de opostos.
MOYERS: Em direção à harmonia?
CAMPBELL: Em direção à transcendência. Essa é uma experiência essencial em qualquer realização mística. Você morre para a sua carne e nasce para o seu espírito. Você se identifica com a consciência e a vida de que o seu corpo é apenas o veículo. Você morre para o veículo e se identifica com aquilo de que, na sua consciência, o veículo era o portador. Isso é Deus.

28 de set de 2010

Curiosidade






28/09/2010
10+9+3=
22/ 4

No 4 temos o número da estabilidade....
Como conseguir estabilidade?
Será que aquela antiga imagem de bases fortes é a tão falada segurança?
Na minha cabeça bases fortes já me remetem as construções... e portanto elas visam a imobilidade...
O que seriam bases fortes na alma?
Acredito que estar conectado com nossa essência, a partezinha nossa que é Deus...
E soltar-se no oceano da vida...
Movimento...
(2) criação, (3) manifestação e (4) ação...
Perceber os sinais e seguí-los...
Olhar a vida como uma criança curiosa...
Para hoje proponho que olhemos a vida querendo estudá-la, aprende-la, senti-la, movimentando-se...

27 de set de 2010

Doença ou Cura??????



27/09/2010
9+9+3=21
3


Não tem sentido  dizer que o 1 é mais importante, melhor, ou pior que o 2, o 2 que o 3 e assim por diante. Cada um tem seu modo de expressão, como nós. Carregam consigo seus encantos e tormentos. Também em nossas vidas não faz nenhum sentido dizer que somos melhores ou piores que o outro. Como por exemplo pensar que a grama do vizinho é sempre mais verde.
Vamos assumir nossa vidas e a responsabilidade de criação sobre elas. A consciência está em tudo o que existe, tudo é energia e entende a seu modo o que o cerca. Ao olhar para qualquer coisa, objeto ou pessoa, define o que vai manifestar, o que vai trazer para este mundo em meio as múltiplas possibilidades. Eis a questão: O que vou manifestar hoje? Doença ou Cura??????????

26 de set de 2010

Corrente

esta imagem veio de http://www.balburdiasa.com.br/



26/09/2010
8+9+3=
2


No dia de hoje vibramos o 2, e seguindo a postagem da Dani de ontem acho que o sentido da vida é mesmo a evolução da nossa alma...
Mas agradeço infinitamente a forma como isso acontece...
Nós ajudamos a criar... e projetamos todo o nosso inconsciente na nossa manifestação externa...
Portanto temos sim pessoas que representam os nossos problemas... mas criamos ao nosso redor pessoas maravilhosas, partes nossas incríveis que nos dão a mão em momentos onde achamos que não existe mais solução... 
Reais manifestações de Deus na nossa vida...
Que a corrente de ajuda real seja cada vez mais forte em nossas vidas.... e que a cada dia Deus consiga entrar em mais partes desses  nosso escuro...  

25 de set de 2010

Do fundo do meu coração...



25/09/2010
7+9+3=19
10
1


Ontem estava perdida nas minhas ilusões... me sentindo perdedora mesmo, focando em tudo o que a vida supostamente havia me tirado e ainda estava me tirando. Familiares que se foram, as contas do fim da semana... pra mim não é do fim do mês não, é da semana mesmo... rsrs. Ontem vivi intensamente o número Carmico 19, que nos fala das perdas... e depois de uma ótima conversa com a Pat consegui perceber a ilusão da perda. Para isto vou propor pra vocês um exercício, o mesmo que ela propôs que eu fizesse ontem e que me conectou com algo maravilhoso em mim:
Saia da cabeça por um instante e desloque a atenção para o chacra cardíaco, para o coração. Em um primeiro momento você vai perceber que sua atenção está concentrada na superfície, na pele mesmo. Entre mais em você, no sentido do coração e fique aí, evite de voltar sua atenção para a cabeça. Deste lugar me responda: As coisas que você julga que são ruins, fazem sentido neste espaço????????? Parece mágica... sumiu...
Pense no medo. Sumiu.... Rsrs
Pense nas inúmeras vezes que perdeu a cabeça... Faz sentido? Não...
É bem difícil se manter neste espaço, mas sou a prova viva que podemos pouco a pouco. É uma escolha. Não vamos desistir diante da primeira dificuldade. Sei que este lugar escapa com bastante facilidade. Mas se aprendemos a estar desconectados de nós e de tudo, podemos reaprender a estar conectados, certo? Estar em profunda conexão consigo é estar em conexão com Deus e com o próximo. Neste espaço não existe disputa, falta de respeito, mágoas ou rancor. Apego????? Some também rsrs. Talvez seja este espaço que o Ho'oponopono tenta despertar em nós.
Eu te amo...
Sinto muito...
Me perdoe...
Sou grata...
Vamos literalmente falar de coração pra coração no dia de hoje... para sermos verdadeiramente UM (1).

24 de set de 2010

Limite

24/09/2010
6+9+3=
9






Outro ciclo se encerra no dia de hoje...
Particularmente esse foi um ciclo muito importante pra mim...
Esse foi o ciclo no qual resolvi cuidar de mim... e precisei de muita raiva pra dizer CHEGA,  EU SINTO DOR TAMBÉM, EU ME IMPORTO, PRA MIM BASTA de ser uma pecinha ... eu vou ser jogador nisso também (não no sentido de competição hein, rsrs) ...  tomei para mim a responsabilidade, e a liberdade (amém) de me dar uma manifestação mais respeitosa.... agora eu sei que eu mereço...
A raiva  um sentimento tão condenado mas na verdade se bem usado é um profundo agente de transformação...
Curtir ou reprimir a raiva que envenena quem sente... pois no fundo no fundo estamos destinando aquela energia pra nós mesmos...
Nada na vida é pessoal... sei como é difícil manter os olhos e o coração nisso... mas não é impossível... e se no momento não der... também está tudo certo... projete até quando achar que está pronto para se libertar...
tudo tem seu tempo... se respeite!!!

23 de set de 2010

Portas




23/09/2010
5+9+3=17
8

Duas realidades opostas, um duplo 4, ou seja,  4+4=8. Mas essas realidades encontram-se unidas. Qual é o espelho que devo integrar a mim mesmo neste dia? O que só consigo enxergar,adimirar, criticar por fora? O que estas situações estão representando pra mim? O que elas espelham?
Estamos em constante tentativa de equilíbrio, esta é a nossa missão na vida. Entramos em conflito, mudamos algo em nós, seguimos para um novo passo, encontramos equilíbrio para o nível em que estávamos vivendo, ou seja,  solucionamos aquele conflito. Mas e aí????????? Como cantava Cazuza: A vida não para, não para não... não para....rsrsr. Entramos em outra situação e novos conflitos surgem e por consequência a necessidade de equilibrá-los novamente. A este processo totalmente dinâmico chamamos: VIDA. O oito é o símbolo do infinito , só que em pé. o que nos mostra que o processo da vida flui infinitamente, de aprendizado a aprendizado. A cada um de nós cabe, reconhecer o processo em que estamos mergulhados, aceitá-lo e assimilá-lo sem grandes resistências, para que ele se realize em nós de maneira natural. Assim passaremos pelas diversas portas a que o caminho conduz...
era uma vez e não era uma vez....
e outras estórias são contadas através de nós e do que manifestamos...
mas esta é outra estória... rsrs....

22 de set de 2010

A pirâmide da vitória

esta imagem veio de http://www.esoterikha.com/




22/09/2010
4+9+3=
7

No dia de hoje vibramos o número cármico 16 mas gostaria de falar sobre o 7...
Espírito (3 - A Santíssima Trindade) e matéria (4 ) unidos...
Essa união nos faz vitoriosos...
Vitoriosos em essência...
Amor vivo...
"Talvez o amor seja o processo de eu conduzi-lo delicadamente de volta a si mesmo." Saint-Exupéry
Mas voltando a si mesmo terá de descobrir quem é...
Uma viagem empolgante e assustadora...
Aonde temos que abrir mão dos mecanismos que usamos para nos defender de sentir esse grande amor...
Dos mecanismos que usamos para não sermos felizes...
É uma loucura mas preferimos passar a vida na tristeza, no sofrimento, na mentira do que sentir a alegria, o amor e perdê-los...
No dia de hoje me comprometo em tentar mirar o belo na minha vida!!!!

21 de set de 2010

Unidade na diversidade



21/09/2010
3+9+3=15
6

Porque sempre estamos entre duas coisas? Ontem e amanhã, emprego ou descanso, e assim vai.... Porque não podemos estar no aqui e agora, afinal é onde as coisas acontecem. É onde posso verdadeiramente fazer minhas escolhas... Estamos imersos em um mundo de possibilidades em potencial de vir a ser. Sabe como eu manifesto? Quando me concentro em algo. Se estou acostumado a me concentrar apenas nas coisas que não gosto, vou manifestar mais coisas que não gosto...
Vamos escolher nos libertar dos ciclos viciosos que nos prendem, hoje me comprometo a escolher diferente, por mim, olho no olho, verdadeiramente. Sentir a vida pulsando em meu corpo, sentir a vida fluindo em mim e a minha volta. Quando eu conseguir sentir que a Terra é minha casa e tudo o que me cerca se tornar familiar, conhecido, sentido, vivido, amado...com certeza terei mais respeito por mim, pela Terra, pelos seus habitantes. não mais terei que fazer a escolha: eu ou o outro. Descobrirei: não há nada que nos separa... não importa a escolha que faço. Não importa se chamo de direita, se chamo de esquerda, bem ou mal, pra cima ou para baixo. Estamos todos no mesmo barco...Verdadeiramente SOMOS TODOS UM, somos unidade (1) na diversidade (6).

20 de set de 2010

Ser ou não Ser!!! Escolha...

esta imagem veio de www.pensandoemfamilia.com.br



20/09/2010
11+3

Hoje vibramos outra vez 11+3 uma das mais repetidas por aqui, acredito que  cada vez que passamos por esse número vamos tomando mais consciência interna de que somos responsáveis pelo que manifestamos.... isso não quer dizer que somos culpados... existe grande diferença entre essas duas posturas...
Culpa corresponde a erro e a prisão e não existe erro... tudo o que manifestamos é importante... é a lição que precisamos enfrentar, assumir e se não gostarmos do que está acontecendo... precisamos sentar em silêncio, e rever com muita sinceridade interna, rever aonde é que faz aquela experiência se perpetuar na minha manifestação...
E... tentar fazer diferente...
Responsabilidade é liberdade...
Alinhar desejos internos reais com atitudes claras ajuda muito...  assumir as partes de quem SOU... essa é a grande magia da vida...
Que Deus nos ajude a acessar esse espaço... precisamos aprender a ser verdadeiros... precisamos aprender a SER...



19 de set de 2010

Vida-Morte-Vida




19/09/2010
1+9+3=
13/4


A medida que aprendemos a respeitar vamos adiquirindo autoridade sobre nossas manisfestações, sobre nós e sobre o que nos cerca (4). É uma via de mão dupla, a medida que o respeito com que lido com tudo o que me cerca cresce, também cresce minha força interior e minha capacidade de administrar o que esta diretamente ligado a minha vida. Quantas vezes nos pegamos reclamando a respeito das coisas que aparentemente escapam da nossa vontade? Tudo o que está na minha manifestação foi manifestado por mim de maneira consciente ou inconsciente. Sei, e como sei... o quato é difícil aceitar isso... Mas também é libertador. Podemos sim ter autoridade sobre nossas manifestações, e é preciso força pra mantê-las como desejamos. Se é que sabemos o que desejamos. Por isso é preciso saber sentir e se entregar ao fluxo da vida, assim não corremos o risco de dar de cara na areia da praia, levados pela correnteza... Rsrs. O caminho mais seguro para todos, é aquele que respeita o fluxo, o movimento...
...a VIDA-MORTE-VIDA (13)....

18 de set de 2010

Respeito

esta imagem veio de http://www.nublog.com.br/



18/09/2010
9+9+3=
3


Neste dia vibramos o 3, o número da manifestação, aqui estamos dando formas aos nossos sonhos, a outro ser humano, uma família,  ou qualquer outra coisa que seja...
Mas para dar vida devo olhar primeiramente para mim e para o "ser" em gestação, desde o 2, com muito respeito...porém respeito só conseguimos quando enxergamos o sagrado em nós e naquilo que estamos fazendo...
Eu já sou o 3 de Deus, sou sua manifestação...
Consigo ver que sou um ser sagrado?
Consigo ver o sagrado nas pessoas que me cercam? Na natureza?
O que é respeitar?
Acredito que respeito também está ligado à clareza...
Qual a minha real intenção no que faço?
Estou em concordância entre a minha intenção e as minhas atitudes?
Tudo pode e deve ser manifestado... mas como seria se me lembrasse de que a minha volta só existe obras de Deus, portanto sagradas, e respeitá-las claramente por essa condição tão especial...

17 de set de 2010

Verdades





17/09/2010
8+9+3=20
2


Lendo hoje a respeito da Dádiva e da Dívida, fiquei pensando a respeito do 2, do feminino. Nossa sociedade sempre associa a dívida ao feminino. Eva nos torna devedores pela eternidade. Será que não é por essa razão que nos sentimos culpados a todo instante? Todos, homens e mulheres, temos dentro de nós o feminino. Se este é tão devedor me sobra a culpa. Esta na hora de assumirmos nosso poder, nossa força, mas para isso é preciso me conhecer. O 2 nos fala deste recolhimento para poder conhecer. Existe uma enorme diferença entre submissão e passividade. As características do feminino foram deturpadas, assim como as do masculino. Mas esta é outra estória...
Conversando com a minha mãe pude refletir a respeito da nossa constante tentativa de defender a vista de um ponto. Contudo, todas as verdades são meias verdades. Queo o 2 abra nossos corações e se una a mente para manifestar o que nos faz plenos...


Morgana fala...
    Em vida, chamaram-me de muitas coisas: irmã, amante, sacerdotisa, maga, rainha. Na verdade, cheguei agora a ser maga, e poderá vir um tempo em que tais coisas devam ser conhecidas. Verdadeiramente, porém, creio que os cristãos dirão a última palavra. O mundo das fadas afasta-se cada vez mais daquele em que Cristo predomina. Nada tenho contra o Cristo, apenas contra os seus sacerdotes, que chamam a Grande Deusa de Demônio e negam o seu poder no mundo. Alegam que, no máximo, esse seu poder foi o de Satã. Ou vestem-na com o manto azul da Senhora de Nazaré - realmente poderosa, ao seu modo -, que, dizem, foi sempre virgem. Mas que pode uma virgem saber das mágoas e labutas da humanidade?
    E agora que o mundo está mudado e Artur - meu irmão, meu amante, rei que foi e rei que será - está morto (o povo diz que ele dorme) na ilha sagrada de Avalon, é preciso contar as coisas antes que os sacerdotes do Cristo Branco espalhem por toda parte os seus santos e suas lendas.
    Pois, como disse, o próprio mundo mudou. Houve um tempo em que um
viajante, se tivesse disposição e conhecesse apenas uns poucos segredos,
poderia levar sua barca para fora, penetrar o mar do Verão e chegar não
ao Glastonbury dos monges, mas à ilha sagrada de Avalon; isso porque, em
tal época, os portões entre os mundos vagavam com as brumas e estavam
abertos, um após o outro, ao capricho e ao desejo do viajante. Esse é o
grande segredo, conhecido de todos os homens cultos de nossa época: pelo
pensamento criamos o mundo que nos cerca, novo a cada dia.
    E agora os padres, acreditando que isso interfere no poder do seu deus, que criou o mundo para ser definitivamente imutável, fecharam os portões (que nunca foram portões, exceto na mente dos homens), e os caminhos só levam à ilha dos padres, que eles protegeram com o som dos sinos de suas igrejas, afastando todos os pensamentos de um outro mundo que vive nas trevas. Na verdade, dizem eles, se aquele mundo realmente existe, é propriedade de Satã e a porta do inferno, se não o próprio inferno.
    Não sei o que o deus dele pode ter criado ou não. Apesar das histórias contadas, nunca soube muito sobre seus padres e jamais usei o negro de uma de suas monjas-escravas. Se os cortesãos de Artur em Camelot fizeram de mim este juízo, quando lá fui (pois sempre usei as roupas negras da Grande Mãe em seu disfarce de maga), não os desiludi. E na verdade, ao final do reinado de Artur, teria sido perigoso agir assim, e inclinei a cabeça à conveniência como nunca teria feito a minha grande senhora, Viviane Senhora do Lago, que depois de mim foi a maior amiga de Artur, para se transformar mais tarde em sua maior inimiga, também depois de mim.
    A luta, porém, terminou. Pude finalmente saudar Artur, em sua agonia, não como meu inimigo e o inimigo de minha Deusa, mas apenas como meu irmão e como um homem que ia morrer e precisava da ajuda da Mãe, para a qual todos os homens finalmente se voltam. Até mesmo os sacerdotes sabem disso, com sua Maria sempre-virgem em seu manto azul, pois ela, na hora da morte, também se transforma na Mãe do Mundo.
    E assim, Artur jazia enfim com a cabeça em meu colo, vendo-me não como irmã, amante ou inimiga, mas apenas como maga, sacerdotisa, Senhora do Lago; descansou, portanto, no peito da Grande Mãe, de onde nasceu, e para quem, como todos os homens, tem de finalmente voltar. E talvez - enquanto eu guiava a barca que o levava, desta vez não para a ilha dos padres, mas para a verdadeira ilha sagrada no mundo das trevas, que fica além do nosso, para a ilha de Avalon, aonde agora poucos, além de mim, poderiam ir - ele estivesse arrependido da inimizade surgida entre nós.

Ao contar esta história, falarei por vezes de coisas que ocorreram quando eu ainda era demasiado jovem para compreendê-las ou quando não estava presente. Meu leitor fará uma pausa e dirá, talvez: "Esta é a sua magia". Mas eu tive sempre o dom da Visão, de ver o interior da mente dos homens e mulheres; e, durante todo esse tempo, estive perto de todos. Assim, por vezes, tudo o que pensavam era do meu conhecimento, de uma forma ou de outra. Por isso, contarei esta história.
    Um dia também os padres a contarão, tal como a conhecem. Talvez entre as duas se possam perceber alguns lampejos de verdade.
    O que os sacerdotes não sabem, com o seu Deus Uno e sua Verdade Única, é que não existe história totalmente verdadeira. A verdade tem muitas faces e assemelha-se à velha estrada que conduz a Avalon; o lugar para onde o caminho nos levará depende da nossa própria vontade e de nossos pensamentos, e talvez, no fim, cheguemos ou à sagrada ilha da eternidade, ou aos padres, com seus sinos, sua morte, seu Satã e o inferno e danação... Mas talvez eu seja injusta com eles. Até mesmo a Senhora do Lago, que odiava a batina do padre tanto quanto teria odiado a serpente venenosa, e com boas razões, censurou-me certa vez por falar mal do deus deles.
    Todos os deuses são um só Deus, disse ela, então, como já dissera muitas vezes antes, e como eu repeti para minhas noviças inúmeras vezes, e como toda sacerdotisa, depois de mim, há de dizer novamente, "e todas as deusas são uma só Deusa, e há apenas um iniciador. E a cada homem a sua verdade, e Deus com ela."
    Assim, talvez a verdade se situe em algum ponto entre o caminho para Glastonbury, a ilha dos padres, e o caminho de Avalon, perdido para sempre nas brumas do mar do Verão.
    Mas esta é a minha verdade; eu, que sou Morgana, conto-vos estas coisas, Morgana, que em tempos mais recentes foi chamada Morgana, a Fada.

As Brumas de Avalon.
A Senhora da magia.
download do livro

16 de set de 2010

Noite escura






16/09/2010
25+3=
1


E no dia de hoje nascemos ou morremos mais uma vez... e a "noite escura" do desconhecido se apresenta mais uma vez... e mais uma vez temos que nos entregar ao processo... será que realmente nos entregamos?
Será que sabemos nos comunicar com as forças superiores e confiar?
Por que não conseguimos nos abandonar no fluxo? Ansiedade, controle, autoritarismo... que loucura!!!
Em uma empresa existe o organograma, que coloca cada pessoa no seu lugar e com determinada tarefa a cumprir... na vida é igual mas porque queremos fazer o serviço do outro e sempre nos esquemos do que nos foi designado?
Demorei muito para entender isso e mesmo assim na prática por várias vezes me esqueço...
Deus existe e não precisa de assessoria.... rsrs
A vida fica muito pesada quando me meto a fazer o que não é da minha responsabilidade... quando acho que preciso "ajudar" quem não me pediu, quando quero interferir no caminho que Deus traça para eu atingir o que tanto pedi e pela minha visão limitada acho que se fizesse de outra maneira é que daria certo... e assim vai...
Nos ater ao que temos que fazer já é grande e bem mais leve e feliz do que carregar o mundo nas costas como desculpa para não sair do lugar...

15 de set de 2010

Renasça




15/09/2010
6+9+3=18
9


Que ciclo se fecha? Estamos preparados para dar o passo seguinte? Ou simplesmente vamos voltar ao começo e refazer o caminho? Vamos pensar nas inúmeras vezes em que chegamos ao final de um ciclo e abrem-se novas possibilidades.... serei capaz de vê-las? Temos  preguiça de olhar as novas possibilidades. Muitas vezes preferimos refazer o caminho só porque é conhecido, nada mais. Vamos nos lançar a novos projetos, criar novas metas, a vida não para. Vamos compreender nossos sonhos para criar condições de que eles se tornem realidade. Vamos nos compreender profundamente no dia de hoje. A gravidez dura 9 meses, é o seu ciclo, depois disso um novo ciclo vai começar... tem que começar.... não dá para adiar... temos que nascer...adiar gera problemas... o fluxo da vida traz soluções... vamos a elas!!!!!!


Hoje é um exelente dia para renascer,
não adie mais,
nasça novamente,
diferente,
passo adiante,
não se espante,
de hoje em diante,
caminhante....

14 de set de 2010

Atire a primeira pedra...



14/09/2010
14+3=
8


Justiça -  o que é a justiça?
Quem é o justo capaz de me responder isso?
Estamos realmente vivendo em um mundo onde funciona a lei da ação e reação?
Até que ponto estou a mercê do que me acontece?
Aonde nas situações corriqueiras da vida também faço o que tanto condeno nas macro situações?
Acredito que só posso saber o que é justo pra mim, e a partir daí procurar reproduzir atitudes q sejam ressonantes com a minha verdade... mas ser justo não é ser bobo...  escolhas claras são importantes para a vida saber qual é a minha...
Todos os dias estamos em guerra conosco e com as pessoas que nos cercam e até mesmo com Deus... sempre achamos que o nosso problema é maior do que o do outro... e por isso temos que ser beneficiados, ajudados, empurrados... queremos uma força externa, uma mágica, que realize o que queremos... rsrs.... mas o que queremos?
A vida está na nossa porta... entre nela... assuma a responsabilidade de ser quem é... pratique... errar é pra todos e só erra quem tenta... e só aprende quem erra...
Sabe a vida me propõem alguns ensinamentos que pela extrema dificuldade que vejo naquilo.. quero desistir a todo momento, encontro mecanismos de fugir a todo instante, mas sei como aquilo é importante pra mim... e como é difícil acreditar que não sou capaz... ainda mais de conquistar algo difícil e tão grande... mas é impossível fugir para sempre... a vida foi feita pra dar certo...

13 de set de 2010

O Mediador

www.grupocarp.wordpress.com/



13/09/2010
13+9+3=
22+3

Como posso ser aquele que constrói com maestria (22) se não tenho em mim um mediador (3)? Como posso construir algo se nego a contraparte deste mesmo algo?
O bonito já pressupõe a feiura. Quando digo que determinada coisa é má, é porque tenho em mim a idéia do que é bom. Contudo não são esses apenas conceitos totalmente subjetivos e determinados pelo olhar de quem os olha? Digo de quem olha simplesmente porque podemos olhar sem ver. Muitas vezes olhamos para dentro de nós mesmo, mas  será que verdadeiramente vemos alguma coisa?
Seremos capazes de ter um mediador dentro de nós quando formos capazes de nos amar, com o que chamo de bom e o chamo de mal. Integrar tudo em nós, nossa cura está em assimilarmos tudo o que poderia nos envenenar transformando em coisas não noscivas. Esse é o primeiro passo.
Hoje vamos dizer a nós mesmos: SOU DIGNO DO MEU AMOR!!!!!
Quem sabe assim, poderemos construir nossas vidas com maestria, criatividade, para além da separatividade. Que o mediador nasça em nós nesse dia!!!!!!!!!!!!!!!!

12 de set de 2010

Para pensar e sentir...







12/09/2010
21+3=
6


Li este poema de uma moça desconhecida chamada Michelle, que se matou em 1967, com apenas 20 anos, mexeu muito comigo e se encaixa perfeitamente no 6 de hoje...

"Minha felicidade sou eu, não você.
Não só porque você pode ser temporário,
Mas também porque você quer que eu seja o que não sou.

Não posso ser feliz quando mudo
Só para satisfazer o seu egoísmo.
Nem posso me sentir contente quando você me critica por
não ter os seus pensamentos,
Ou por ver como você vê.
Você me chama de rebelde.
No entanto, cada vez que rejeitei as suas crenças
Você se rebelou contra as minhas.
Não procuro moldar a sua mente.
Sei que você está se esforçando muito para ser só você.
E não posso permitir que me diga o que ser...
pois estou-me concentrando em ser eu.

Você disse que eu era transparente
E fácil de esquecer.
Mas então por que tentou usar a minha vida,
Para provar a si mesmo o que você é?"

11 de set de 2010

Liberdade

vivopelavida.com.br/tag/liberdade/



11/09/2010
11+9+3= 23
5

Hoje especificamente senti necessidade de reduzir o número mestre, para falar um pouco de números que não vão pintar por qui se não for assim. Mas como acredito que nada é por acaso... vamos lá. O número da liberdade. Mas o que é ser livre? Seguir meus impulsos e desejos?  Desta forma não seria escravo deles? O que verdadeiramente me faz livre? Independente de qualquer opinião? Quantas cascas devo despir para encontrar a mim mesmo? Ser mestre de mim mesmo me faz livre? Vocês devem estar pensando... quantas questões, quero respostas. Sinto em lhes dizer que em um dia de liberdade escolho não prender ninguém em minhas colocações. Vamos seguindo, rumo a mobilidade por enquanto. Liberdade... é outro papo. Rsrs.

10 de set de 2010

Mestre de mim mesmo...






10/09/2010
19+3=
22

Para o dia de hoje temos o número mestre 22, o mestre construtor... o que é um mestre?
Mestre é aquele que consegue por em prática todos os conhecimentos que tem, sabe que o real é somente o Ser, não se confunde com o que Tem e nem com o outro, portanto não tem medo de estar no convívio real com as pessoas pois sabe que o que é, é... ninguém pode lhe tirar isso...  por isso tem a tranquilidade de sentir as experiências que a vida lhe propõe, sabe da ilusão que o cerca...
Consegue ter a fluidez de agir e não apenas reagir... e por suas ações constrói uma manifestação ao seu redor que lhe beneficie neste aspecto... isso não quer dizer que a vida de uma pessoa que consegue esse estágio seja um mar de rosas... pelo contrário, ela cria situações que a ajudem a se desenvolver mais e mais...
Recordemos a história de Jesus Cristo... por seu exemplo ultrapassa todos os limites de tempo, e, dia-a-dia ajuda a humanidade a construir um contexto mais digno... e não foi pela facilidade...
Sei que esse é um exemplo ilustrativo, não estou propondo aqui que viremos Jesus Cristo ou um grande mestre, mas um mestre de mim mesmo... que consigamos abrir um espaço de liberdade interna e que consigamos enxergar que estamos aqui para evolução da nossa alma e o meio que dispomos para isso acontecer é o relacionamento que tenho comigo e com os outros...

9 de set de 2010

Criar a Ação




09/09/2010
18+3=21
3

Diz-se que nada se cria, tudo se copia. Rsrs... O que me faz refletir bastante depois de um dia bem estressante. Temos mesmo usado a nossa capacidade de criação ou apenas repetimos padrões que são passados de geração pra geração? Como diria Lulu Santos: Assim caminha a humanidade, com passos de formiga e sem vontade.
Mas mesmo levando em consideração todos os momentos que me sinto presa a padrões adquiridos, incapaz de escapar de meus ataques de fúria, sei que existe em mim algo maior que dá sentido a minha vida. O único problema é que na maioria das vezes dou mais atenção a louca enfurecida, do que a Mim mesma. Vamos só por hoje quebrar este esquema? Todos sabemos o momento exato em que nos perdemos de nós  mesmos. Quando aquele personagem assume e faz eu me sentir envergonhado, faz eu não me reconhecer. Vamos ter coragem de assumir o lugar que é nosso de direito... Sei que podemos... Foi pra isso que nascemos... PARA FAZERMOS PARTE DA CRIAÇÃO DE NÓS MESMOS!!!!!

8 de set de 2010

Polaridades





08/09/2010
17+3=
2


Quando pesquiso sobre o 1, encontro referências ao princípio masculino e sobre Deus,... porém na minha concepção de Deus este é a totalidade e a ausência, o princípio masculino sim, mas também, o feminino... e quando buscamos informações a respeito do 2 tudo o que acho é referindo este, somente, ao princípio feminino, mas de repente me ocorreu que 2 é a manifestação destas polaridades de Deus, portanto acredito que aqui neste estágio, em pé de igualdade, temos no 2 o princípio  masculino e o princípio feminino se separando para se relacionarem e se conhecerem melhor e depois no 3 poderem juntos manifestarem o poder de Deus na Terra, a criação...
O sexo com consciência é um meio de pela soma das polaridades sentirmos Deus...
Como acredito que tudo o que manifestamos em nosso exterior é um reflexo do que acontece em nosso interior... Para o dia de hoje proponho para que analisemos como estamos nos relacionando com a outra polaridade de nós mesmos...
Consigo ser feliz comigo mesmo?
Consigo realmente  me entregar a mim mesmo e ao outro a ponto de gozar Deus em meu corpo?

7 de set de 2010

Iluminar





07/09/2010
7+9+3=
19/1


A carta do tarot é o Sol, para numerologia um número Cármico que nos diz que a balança do Universo sempre busca o equilíbrio. Não quero ficar aqui falando de perdas. sei que muitas pessoas podem vivenciar este número desta forma, já que não participam e nem entendem o movimento da energia.Tudo é energia em movimento, o dar e o receber é natural, quando estamos no dar, muitas vezes poderemos experimentar tal movimento como perda.
No 19, a consciência desperta, os extremos se tocam, ou seja o 1, início do ciclo se encontra com o 9. Um ciclo se fecha e descobrimos que existem muitos universos a serem desbravados (10). Hoje gostaria de levantar uma questão: O que me pertence verdadeiramente? Posso perder o que é meu de verdade? Posso dar o que não possuo? Quando encontramos nosso Sol Interior, descobrimos que não existe limite para o seu crescimento. Aprendemos a iluminar o nosso caminho e aprendemos que não é possível ascender nossa luz sem iluminar também quem nos cerca.

6 de set de 2010

Xadrez





6/09/2010
15+3=
9


Aonde estamos?
De que lado estou? Sou as peças ou o jogador do jogo da minha vida?
Questiono as verdades que me foram transmitidas ou as repito sem ao menos analisar se elas me servem?
Entender as leis da natureza e fluir com elas me permite mobilidade...
Estar centrado em mim mesmo  proporciona a fuidez de percorrer todas as realidades sem me perder de quem Eu Sou...
Ser é o que me permite arquitetar o meu jogo...
É na solidão das ausências que me encontro, me amparo e me ajudo e só assim posso ajudar a alguém...
Que poder dou aos outros sobre a minha vida? Que valor atribuo as ilusões?
Para o dia de hoje vamos aproveitar a vibração do 9 para pensar e sentir, associados, sobre todos as coisas que dizemos!!!
Tenho certeza que vamos descobrir muitas coisas em desacordo...

5 de set de 2010

Regenere-se




05/09/2010
5+9+3=17
8

O 8 traz como característica, a regeneração, ou seja, a capacidade de reestabelecer o que estava destruído, gerar ou produzir novamente, revificar, melhorar... Quanta coisa em nós e em nossa volta necessita de regeneração? A Terra por exemplo: saqueada, queimada, poluída, bombardeada, devastada. Nossas vidas enredadas em meio a disputas, discórdias, medos. Quando seremos capazes de manifestar quem verdadeiramente somos? Quando teremos coragem de assumir e expressar nossos sentimentos? Quando despertaremos nossa consciência para que ela una finalmente o que pensamos e o que sentimos? O que vemos a nossa volta nada mais é do que o reflexo de nossas vidas internas. Chegou a hora de romper com o ciclo de destruição, não importa qual nome eu tenha dado a ele ultimamente. Vamos ser honestos e ver o que realmente nos falta, o que é essêncial. Somos um universo de infinitas possibilidades. O sucesso, a prosperidade, estão a nossa espera, todos podemos compartilhar. Mas para isso é necessário estar realmente desperto, com impecabilidade e coragem unir dois lados. Vamos sair da posição de vítima ou de agressor. Porque não podemos simplesmente compartilhar o que a vida oferece a cada um de nós todos os dias e fazer valer a pena cada instante? Curar nossas feridas, chegou a hora, não dá mais pra adiar: REGENERE-SE.

4 de set de 2010

Tente ao menos uma vez!!!!



04/09/2010
13+3=
16/7


A maior dificuldade que enfretamos em SER humano é o relacionamento....  relacionamento do EU com o EU, do EU com o OUTRO e do EU com o AMBIENTE que vivo...
E o número cármico 16 vem nos falar a respeito das defesas que utilizamos para não nos entregarmos ao sentir...
Autoritarismo, traição, mentira, prepotência, orgulho, egocentrismo,.... grandes muros que isolam e trancafiam a alma na grande torre (tarot)... alta, solitária, e sem base... porque as pessoas não se entendem? Porque estamos cercados de doença? Porque estamos sempre correndo tanto? Porque nos sentimos tão sós?
Aonde está a cura? No número 7, que nos fala sobre estar em si, consciente, observando o que sinto sobre essa ou aquela situação... Descer desse pedestal e vir até o mundo aonde as coisas realmente acontecem e sentir na pele e principalmente no coração o que é a vida, experienciar o convívio ... o que é partilhar a dor ou até mesmo a alegria de quem está ao meu lado? Ainda mais quando o outro desperta em mim o que também me dói? Permita-se ser tocado, afaste-se um pouco desse ritmo alucinado, olhe a sua volta e olhe pra dentro de si....  tente ser sincero consigo mesmo ao menos uma vez, tente não trair a quem você é ao menos uma vez, tente não ser tão mandão consigo mesmo ao menos uma vez, ao menos uma vez veja o que acontece quando não abdica da sua verdade interior em prol do seu orgulho... Sei que sair da torre dá muito medo... não deixe que ele te limite... Coragem!!!! Você não vai se arrepender!!!
Já que estamos na chuva... sinta as gotas caírem... brinque, caia, levante, corra, chore, ria, ... participe... a sabedoria está na experiência!!! Já não há espaço para teorias vazias....


"A necessidade mais profunda do homem é vencer seu isolamento. Largar a prisão de sua solidão. O fracasso total de conseguir esse objetivo significa a loucura." Erich Fromn, psiquiatra.

3 de set de 2010

Conciliar

              Imagem
03/09/2010
3+9+3=15
6


Conciliar, esta é uma palavra que faz pensar. Muitas vezes achamos que estar no meio da vida dos outros, intromentendo no seu modo de ser e agir é conciliador. Conciliar é estar pronto para unir dois lados aparentemente opostos. Como o símbolo do número 6, o hexagrama. Mas o segredo da conciliação está em me reconciliar comigo mesmo, com o que tenho de sombra e o que tenho de luz. Aonde eu me perdi de mim mesmo? Quando comecei a acreditar que eu não mais valia a pena? Aonde me abandonei. Hoje escolha se resgatar, se amar e se ouvir. Quem sabe assim poderemos começar a manifestar tudo o que faz falta, tudo o que temos saudade... respeito, amor, alegria, leveza, simplicidade, amizade... Quando me perdi de mim e me abandonei a beira do caminho, escolhi por consequência me privar das coisas essências da vida. Quando abandono o corpo em nome do espírito, abandono uma parte de mim. Como posso ser inteiro se nego a Terra em nome de alcançar o Céu? Se eu não aprender a viver bem aqui, aonde saberei viver melhor? Se nego o feminino em mim, no que me cerca como manifestarei coisas perfeitas e inteiras na minha vida? Negar qualquer passo do caminho é o mesmo que abrir mão da viagem.  

2 de set de 2010

Natureza!!!!




2/09/2010
2+9+3=
11+3


Aonde perdemos o elo que nos faz sentirmos parte desse planeta em que vivemos?
Aonde perdemos o elo com quem somos?
Aonde perdemos o elo que nos liga ao outro?
O que estamos fazendo aqui nessa terra estranha, em um corpo que não reconheço, convivendo na solidão da minha doença?
Viver é somente nascer, crescer, constituir uma familía, ter problemas, conviver com o estresse e morrer depois de uma velhice de doenças?
Me parece que nossos ciclos não são mais redondos, perderam a continuidade...
Precisamos resgatar todas essas coisas.... como? Primeiramente nos ligando a Força maior do Universo (5), eu  chamo de Deus (gostaria de registrar aqui que não falo Deus como aquela velha imagem de um pai severo castigador e julgador da humanidade e sim como a força que dá brilho, vida e movimento a tudo), depois nos ligarmos através dele a vida que movimenta e anima quem eu sou e observá-la... me conhecer... habitar confortavelmente no corpo que tenho, para, assim habitar confortavelmente a natureza, que é meu corpo externo, minha segunda morada....  Precisamos ser mestres de nós mesmos (11), lidar com as forças da natureza, e aprender a me comunicar com o outro (3)....

1 de set de 2010

Movimento

dzarmobile.blogspot.com/2008/09/movimento.html



01/09/2010
1+9+3=
13/4

O número 4 representado pela cruz de braços iguais nos lembra que adquirimos segurança e autoridade sobre o que nos cerca através do movimento e não da estagnação. A cruz de braços iguais forma um ciclo dinâmico e podemos representar todas as manifestações através deste símbolo. Por exemplo: Uma pessoa (1), em determinado momemto da vida, escolhe se unir a outra em parceria (2), esta união pode gerar um fruto (3), que no meu exemplo vai se referir ao filho.  Desta maneira, forma uma entidade nova pela união deste três elementos: pai, mãe e filho. Formam portanto a família (4). De fora, a família é vista como uma unidade e deveria funcionar como tal. Mas para manter este esquema funcionando de forma saudável exige de todos os envolvidos um comprometimento e cooperação diários. Nós, seres humanos, de modo geral  não aprendemos a agir em cooperação. Não aprendemos a formar unidades no que quer que seja. Perdemos a capacidade de olhar o outro nos olhos e desta forma estar em comunhão com ele. Não temos objetivos comuns. Por isso não me espanto com tantos relacionamentos rompidos que nos cercam. Este ciclo foi feito para estar em movimento e dar frutos. Isso não significa a anulação de si mesmo em nome do outro, em nome da família, porque se assim fizermos não estaremos contribuindo com a parte que nos cabe, com o que só nós podemos fazer para formar a unidade. Para participar da unidade eu preciso primeiro existir e me dar o direito de SER. Hoje, o 4 nos convida a arregaçar as mangas e trabalhar para construir nossos relacionamentos no fluxo da vida. Solte-se, flua, viva, compartilhe. Dá muito trabalho deixar de competir, mas vale a pena. Quando olhamos para nossas vidas e sentimos gratidão pelo que estamos criando, pelas associações que fazemos e vemos tudo caminhar é realmente maravilhoso. Vamos deixar o medo e a estagnação (13) de lado. Coragem, assuma autoridade pelo que você manifesta em sua vida.

PS: Quero também deixar registrado aqui no blog minha gratidão pela parceria feita com minha amiga Pat, que ela possa continuar a nos trazer a consciência da unidade.