É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

27 de jan de 2012

Unir...

27/01/2012
9+1+5=
6




"O selo de Salomão, que no judaísmo é conhecido como Maguen David (Escudo de David, em hebraico) é composto por dois triângulos: Um com seu vértice para cima, e o outro com o vértice para baixo. Sua origem - e isso quase ninguém sabe - remonta a Índia, onde tem o nome de Signo de Vishnu, que é o deus mantenedor na trindade Hindu. Era utilizado como amuleto contra o mal, e esse significado se perpetuou, como atestam os nomes "selo" e "escudo" do Hebraico. No Kabbalah (ou na Cabalá, como queiram) vemos que os dois triângulos representam as dicotomias inerentes ao homem: o bem e o mal, o espiritual e o físico. É mais um aspecto do positivo/negativo que se unem, como no símbolo do Yin/Yang." Texto...

Unir...
Eis a palavra que me surge no 6... e com certeza unir é uma escolha.
Assim como o selo de salomão que une dois triângulos de vértices opostos (ver figura acima)... quero unir os meus opostos, fazer a síntese e ser inteira!

Nenhum comentário:

Postar um comentário