É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

12 de nov de 2010

Um pedacinho do que vem a ser Amor...


12/11/210
3+11+3=
11+6


Ao transcender a mim e ao mundo, no processo em que passo a me encontrar... me conhecer chego a um estado de consciência em que é possível fazer escolhas. Isto não significa que as dúvidas desapareçam em um primeiro momento, mas com certeza aumentam as possibilidades em minha manifestação.
O problema surge, quando tentamos impor nossos ideais, crenças aos outros. Essa é uma característica do 6, que somada a tendência ao fanatismo trazida pelo 11, pode complicar as coisas...
Estamos em busca de manifestações mais leves, prazerosas, cheias de vida. Para que isso aconteça, a flexibilidade é essencial. De certa forma, temos dois números espelhos hoje. Um formado por 3+3 e outro por 1+1. Poder viver os dois lados da moeda, sem culpa, sem a exigência da perfeição pode ajudar bastante. O meio termo surge daí. Quando cansados de ir de um pólo para o outro, alcançamos o meio termo. Mas para saber onde se encontra o meio termo é preciso percorrer todo o caminho. É preciso que tenhamos a consciência da sombra e da luz em nós. Acredito que seja por isto que falam tanto da luz quando se trata de espiritualidade. É que, quando me permito olhar para a minha sombra, ela se expande... .se expande como tudo o que está conectado... Isso é um pedacinho do que vem a ser Amor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário