É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

7 de jul de 2011

Olhar...




07/07/2011
7+7+4=
9


O 9 é extremamente observador. o quanto temos observado a nós mesmos? Temos estado suficientemente presentes para observar o nosso mundo interior e exterior?
A sabedoria está ligada a este número, mas como podemos nos tornar sábios se não somos observadores de nós e do que nos cerca? Mas como fazemos tudo de forma separada, fragmentada, nos escapa o verdadeiro sentido do 9 ao observar... É um misto de olhar para fora e para dentro ao mesmo tempo... A percepção que abarca tudo a sua volta... Um estado do ser que está consciente e vivo... e justamente por isso é capaz de ajudar ao outro... De perceber o outro em suas necessidades...
Hoje olho mais a vida... Hoje sinto mais quem sou... Fazendo as sínteses necessárias ao meu crescimento interior.
Acho engraçada as explicações que dão a repeito da pessoa que em seu mapa tem o 9, como sendo aquele que abdica de si em prol do outro. Esta visão não é capaz de abarcar o todo, e o nove contém todo o ciclo...
Através da interiorização ocorre uma síntese, não uma exclusão. Não existe meio de se participar de um encontro apenas através de uma das partes envolvidas...
Se me coloco fora de centro na hora do encontro com o outro não pode existir ajuda nas necessidades de quem quer que seja. Não podemos fugir da troca na hora do encontro. Se colocar em posição de ajudador já me retirou do encontro, pois escolhi subir em um pedestal. Pedestal este criado pela minha ilusão do que vem a ser esta mesma ajuda.
Eu sinto que não posso ajudar sem ser também ajudado... Tudo acontece ao mesmo tempo... Se simplesmente parar para observar o momento, sentirei que a diferença entre eu e o outro é feita pelo modo como percebo e não pelo modo como as coisas acontecem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário