É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

20 de set de 2011

A visão Celestina...

20/09/2011
2+9+4=
6



Para hoje, vibramos o 6, que simbolicamente representa, assim como no selo de salomão a perfeita criação... Para aprendermos a nos desligar dos dramas de controle e nos conectarmos mais e mais com nossa essência, com a energia da fonte aqui está um excelente texto de A visão Celestina, de James Redfiel... 


UMA SENSAÇÃO DE SEGURANÇA, ETERNIDADE E AMOR

Já discutimos as importantes descobertas de místicos e psicólogos, a saber: os seres humanos costumam viver inseguros e ansiosos no mundo, apartados da fonte interior do seu ser. A vida encarada com total consciência existencial costuma ser assustadora e funesta, com a morte sempre à nossa espreita. Como já vimos, historicamente a humanidade tem lidado com essa ansiedade de duas maneiras. Uma delas é termos nos tornado inconscientes e empurrado para bem longe a realidade da nossa insegurança criando uma cultura rica, com muitas atividades, diversões e heróis mitológicos. Por isso a era moderna, por exemplo, mergulhou nas preocupações mundanas, materiais, afastando tudo que nos lembra os mistérios da existência.
Em nível pessoal, procuramos resolver essa insegurança com a tentativa de dominar outros seres humanos, seja passiva ou ativamente, recebendo assim da outra pessoa aquilo que agora sabemos ser energia espiritual, que nos faz sentir temporariamente mais realizados e mais seguros. Para obter essa energia, a maioria de nós usa os dramas de controle mais comuns. No entanto, devemos lembrar que esses dramas funcionam porque estamos com carência de energia, apartados da fonte.
É essa insegurança existencial que a abertura mística interior resolve. Portanto, uma medida desse estado de ser é uma sensação estimulante de segurança e euforia. À medida que nos abrimos para a energia divina dentro de nós, experimentamos a constatação de que a vida é eterna e espiritual. Isso advém da percepção de que somos pessoalmente parte da grande ordem do universo. Não apenas somos eternos, mas somos protegidos, incluídos no grande plano que é a vida na Terra e até mesmo importantes para esse plano. E se prestarmos bastante atenção na sensação de segurança e bem-estar que flui para dentro de nós, veremos que nos sentimos seguros porque estamos plenos de uma forte emoção que afasta todas as outras: estamos imbuídos de uma grande sensação de amor. 
Naturalmente, o amor é a medida mais conhecida de transcendência interior. No entanto, trata-se de um amor diferente do amor humano a que estamos acostumados. Todos nós já sentimos uma espécie de amor que exige um objeto: a mãe, a esposa, um filho, um amigo; porém o amor que é uma característica da abertura transcendental é de outra espécie, é um amor que existe sem um objeto intencional, e se torna uma constante que tudo impregna e que mantém nossas outras emoções em perspectiva.

Eu vivo na segurança e no amor!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário