É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

31 de out de 2010

Marés




31/10/2010
4+1+3=
5+3=
8


Quando falamos de equilíbrio neste blog, muitos podem imaginar este equilíbrio como algo estático. Mas o verdadeiro equilíbrio é incrívelmente dinâmico. Já parou para pensar quantos rearranjos são necessários em um único dia. Imagine quando se abrem todoas as possibilidades!!!!
Estático, é algo bem próximo do que a maioria de nós vive ainda hoje. Acordar.. comer... trabalhar... dormir... para depois..acordar... As novidades são evitadas e até mesmo temidas.
Já se perguntaram do porque o infinito é o oito na horizontal?
O verdadeiro equilíbrio abre espaço para múltiplas possibilidades. Só podemos ter liberdade (5) criativa (3) se alcançarmos o equilíbrio dinâmico (8).
Se me apego aos modos de lidar com meu dia a dia e me habituo a eles, fazendo com que se tornem vícios como posso ter liberdade criativa? Deixei de escolher... não sou melhor que qualquer máquina programada.
Que o equilíbrio nos toque neste dia, para que sintamos o pulsar da vida em cada célula do nosso corpo. Vamos celebrar! Cada ato... cada vitória...cada erro... cada acerto...
Não importa que nome eu dê...
contanto que seja uma nova experiência...
Para que assim eu descubra meu próprio ritmo...
meus fluos e refluxos...
Para que eu viva intensamente minhas marés...

Nenhum comentário:

Postar um comentário