É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

21 de jan de 2011

Simetria...



21/01/2011
3+1+4=
4+4=8


O número de hoje nos lembra a simetria... Quando um lado é igual ao outro... Provavelmente esta é a razão pela qual o oito é associado ao equilíbrio... Hoje a soma é de 4+4=8... O que me fez lembrar uma das sete leis herméticas: a de ritmo...

"Tudo tem fluxo e refluxo; tudo tem suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta
por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do
movimento à esquerda; o ritmo é a compensação." − O CAIBALION –

Mas sempre estaremos sujeitos a ação do pêndulo? A mesma medida de alegria que experimentamos experimentaremos de tristeza? Para que haja o equilíbrio é necessário que eu me submeta?
Acredito que não... Mas para que eu possa me libertar dos efeitos da lei é preciso que eu a conheça e passe a usá-la de forma consciente ao invés de ser usado por ela.
A consciência, estar em estado de conexão, possibilita que eu escolha o que viver... Com consciência posso experimentar a alegria aqui no plano físico e quando a tristeza vier, saberei que apenas se trata da Lei do ritmo em ação... Terei desta forma, a escolha de me colocar em um nível de consciência que me deixe fora dos efeitos desta lei neste momento... Isso nunca ficou muito claro pra mim, mas hoje acho que se processa o começo do entendimento... Enquanto eu não tiver uma visão mais próxima da totalidade, não poderei ter escolha e nem autoridade para manifestar o que quero... Continuarei sujeita ao ambiente, aos que me cercam, a hereditariedade... Enfim, a lista é interminável...
Acredito que por isso o 8 é associado ao sucesso material... Se posso conhecer a totalidade, posso manifestar o que quiser...
Como fazer com que tudo tenha o mesmo peso, medida, extensão, número de pensamentos e sentimentos, tornar simétrico o espiritual e o material em mim?
Enquanto a balança pesar mais para um lado do que para o outro ainda não terei completado a iniciação do número 8.
O 7 me dá a noção de limite do mundo matérial... Ele me mostra que existe algo além que pode e deve ser levado em consideração... Nos abrimos para a possibilidade do espiritual... Começamos a ter uma idéia global, mais completa, mais verdadeira... Enquanto apenas olharmos as metades de maneira separada não poderemos experimentar a vida...
O 8 nos ensina a unir as pontas de uma maneira consciente... O amor e o ódio em mim...
Como a Pat disse no post de ontem... O manipulador e o manipulado... O divino e o humano...
Mas o que isto significa?
Significa que eu possa  abrir espaço para que tudo exista em equilíbrio em mim, funcionando como uma totalidade coesa...
Contudo, o que muitas vezes ocorre em nossas vidas, é que deixamos de considerar as coisas como um TODO, hora olhamos para a direita e hora olhamos para a esquerda...
Mais do que isto: JULGAMOS... teimamos em dizer que a direita é melhor do que a esquerda... rsrs...
TODO é o nome que os Hermetistas dão a Deus e o 8 está associado a ele...
Hoje eu quero me ver como uma Todalidade, uma Totalidade que faz parte de outra... Que eu possa encontrar meu lugar nesta sucessão de coisas...Que eu possa me manifestar... Descobrir para que eu estou aqui... me realizar... deixar de ser espelho para SER!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário