É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

4 de abr de 2012

Estou em Deus...

04/04/2012
4+4+5=
13/4





Desde a Casa Oeste da Transformação 
que a Sabedoria se transforme em ação correta 
para que façamos o que tenha que ser feito...
Calendário da Paz



A natureza tem seus ciclos... estes ciclos naturais foram abandonados por nossa sociedade que em nome do controle tenta evitar as transformações... As mudanças são temidas e evitadas a todo custo... Acontece que o natural é o movimento, a transformação. 
Achei bem interessante o Calendário da Paz.... Foi um toque dado por nossa amiga Mayara... 
Contudo, olhar as informações que nos são dadas ainda na dualidade gera os mesmos problemas em polaridades opostas. 
Vou explicar: Estamos em processo de nos unir, de aprender a cooperar e entrar novamente na sincronia... Contudo, nossas particularidades não podem ser deixadas de lado no processo. O meu dom faz parte do processo da cura... ele é parte de quem eu sou, da parte que represento... Se olharmos de forma separada, uma coisa em detrimento da outra, vivenciaremos a mesma doença da separação, só que agora em nome da união. A união pressupõe duas coisas trabalhando juntas, este é o novo paradigma...
Somos como um grande prisma por onde passa a luz do amor de Deus. Vamos supor que eu represente o verde. Se eu me desconecto de quem sou e não permito que a luz passe por mim, o mundo ficará sem o verde e será menos colorido.
O ser humano se desconectou da fonte, de Deus para viver uma vida independente. Isto acarretou inúmeras consequências, é só olhar em volta. 
A união acontece dentro de cada um de nós. O centro do coração deve ser despertado, os dois canais: material e espiritual podem trabalhar juntos de forma harmônica. Isto é o 7... 
Todas as doenças da humanidade foram geradas quando decidimos nos desconectar de nós mesmos... a ligação com Deus, com o que é natural para cada um de nós não acontece em nenhum lugar fora de nós 
mesmos. Acontece dentro do meu corpo, bem aqui na Terra, no agora...Por isto não é hora de ver as coisas de forma polarizada. 
Antes em nome da minha individualidade eu negava o todo, agora para concertar isto o que devo fazer? A polaridade oposta seria me negar em favor do todo. Mas isto não é cura. A cura é eu me unir ao Todo, me conhecendo, sabendo quem sou, o que quero, minhas particularidades e colaborar para este mesmo Todo do qual faço parte. 
Aceitando o diferente em mim, pois este mesmo diferente faz o mundo colorido e completo, inteiro. 
A padronização negou a transformação (13)...
Hoje abraço a transformação para me tornar quem eu sou e manifestar isto aqui na Terra (4)...
Aprender a viver conectada é a minha meta... 
Fora das projeções do ego, que é quem me ensinaram a ser e que cria estas dualidades em minha vida... 
Eu me assumo... Estou em Deus!!!


Tudo que o Poder do Mundo faz é feito em círculo. O Céu é redondo e ouvi dizer que a

Terra é redonda como uma bola, assim como todas as estrelas.

O vento, quando se mostra no máximo de sua força, gira. Os pássaros fazem seus ninhos 


em círculos, pois a religião deles é a mesma que a nossa. O Sol nasce e se põe também em


círculo. A Lua faz o mesmo e ambos são redondos.

Até as estações formam um grande círculo em sua passagem e sempre voltam para onde 


estavam. A vida de um homem é um círculo da infância até a infância. E assim é em tudo


onde se movimenta o poder.

ALCE-NEGRO
(Contribuição da Mariana Nathalia Carvalho via Facebook).

Nenhum comentário:

Postar um comentário