É o grande problema interior, aquele de cada um e de todos. É o problema da alma, que descobre em si mesma um abismo de trevas e de luz, que se contempla com uma mistura de encantamento e de pavor e se diz: "Eu não sou deste mundo, pois ele não é suficiente para me explicar".
Os grandes Iniciados- Édouard Schuré

30 de abr de 2012

O feminino...

30/04/2012
3+4+5=
12
3



"À primeira vista, a Imperatriz (Fig. 22) se parece tanto com a Papisa que poderia ser sua irmã. Toda a vez que surgem em mitos, sonhos e contos de fadas, as irmãs representam amiúde dois aspectos diferentes da mesma família ou essência - neste caso o princípio feminino. Se fôssemos julgar pelos seus nomes apenas, poderíamos concluir que a Papisa representa a feminilidade espiritual, ao passo que a Imperatriz governa o reino mundano. Mas não é este o caso, pois o cetro de ouro da Imperatriz ostenta o orbe da realidade terrena encimado pela cruz do espírito. Essa capacidade de ligar o céu à Terra, o espírito à carne é, com efeito, um dos principais atributos da Imperatriz" 
Sallie Nichols
Jung e o Tarô
pág 98

O 3 tem a capacidade de unir... 
Unir idéias, projetos, pessoas e formar algo novo através desta união...
Estamos passando pelo processo de unir em nós nossas dualidades...
Esta união vai literalmente transformar o mundo...
Hoje estava lendo a respeito da massa crítica...
Quantas pessoas serão necessárias para que a mudança aconteça?
Para que o paradigma mude?
Sou parte desta mudança...
Quero fazer isto conscientemente a partir de agora...
Ao me encontrar, me conhecer, aprendo cada dia mais que somos um... 
A união já é real... 
Que a ilusão da separação se desfaça... que os pequenos atos nos mostrem a cada dia esta mudança... 
Quero manifestar o respeito aqui na Terra: por mim, pelo meu próximo, pelo planeta... 
Que são apenas modos diferentes de me referir a quem eu sou...
que o 3 realize em mim o equilíbrio entre meu pai interno e minha mãe interna...
Quero ser mulher...
Que o feminino deixe de ser temido, evitado...
Pomba gira: cuidado com ela pois o que dá ela tira, dizem alguns...
Mulheres são ardilosas...
Devem ficar caladas...
Sexta feira de Vênus em um dia 13 de transformação que é um atributo do feminino é dia de azar...
Não compactuo mais com isso...
O que mais temo hoje não é ser mulher e sim deixar de sê-lo... 
Voltar a vida de zumbi, sem possibilidades infinitas... 
Me assombro com tal força? Com certeza, mas estou procurando encarar de frente, sem fugir, sem me esconder...
O que não significa que irei subjugar o masculino em mim no processo...
Quero a união...
Quero ser inteira!!!

"Que é a Imperatriz? Feiticeira ou deusa, mãe devoradora ou Madona, femme fatale ou femme inspiratrice? A resposta, provavelmente, é todas elas - pois quem, entre as mulheres, não o é? E que homem não tem, emboscado em suas profundezas, um poderoso aspecto feminino, ora criativo, ora vingativo; movido à compaixão num momento e presa de ciúme furioso no momento seguinte? Estudando essas figuras talvez possamos chegar a uma compreensão mais profunda de nossos próprios poderes e potenciais - de nossa própria infinita variedade." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário